Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

AGROCLIMA

publicidade

Semana será fria e com pouca chuva no Centro-Sul do Brasil

18/07/2016 às 10:24
por César Soares
Atualizado 18/07/2016 às 19:55

Oferecimento

 

Análise das condições do tempo no Brasil da última semana: Frente fria trouxe chuva para SP no sábado (16), mas o predomínio foi de tempo seco.

 

O mês de julho não tem sido animador em relação às chuvas sobre o Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Nesta época do ano os volumes acumulados de chuva tendem a ser menores, devido a presença de sistemas de alta pressão atmosférica que garantem o tempo firme. Mas de qualquer forma ao analisar os volumes de chuva ocorridos na primeira quinzena do mês e compararmos com a média climatológica, conseguimos observar que grande parte das áreas centrais do país até o momento têm chuva abaixo da média.

 

Figura 1: Anomalia de chuva para o mês de julho de 2016

 

* A presença do forte ar seco e quente fez com que as temperaturas subissem bastante ao longo da última semana sobre a Região Sudeste, configurando uma condição de  veranico.

 

* Uma frente fria passou pela costa do Sudeste no sábado (18) rompendo o bloqueio atmosférico e provocando chuva sobre diversas áreas do estado de São Paulo.

 

* Após a passagem da frente fria, o ar polar provocou a queda de temperatura sobre o centro-sul do país. Como as áreas de serra gaúcha e catarinense ainda tinham a presença de umidade, houve o registrou de neve e chuva congelada em algumas cidades na madrugada do domingo (17).

 

Figura 2: Chuva acumulada entre os dias 11 e 17 de julho

 

 

 

Previsão para os próximos dias no Brasil: Semana continua seca, mas ar polar começa a perder força

 

Após o rompimento do bloqueio atmosférico, uma nova massa de ar seco de origem polar ainda vai fazer com as temperaturas continuem baixas principalmente sobre a Região Sul do Brasil. Exatamente por esse motivo, há previsão para geada na terça-feira (19) novamente de forma abrangente como o ocorrido na segunda-feira (18).

Esse ar seco impede que novas frentes frias avancem e com isso a chuva ocorre de forma extremamente mal distribuída pelo país, como pode ser observado no mapa seguinte.

 

Figura 3: Previsão de chuva acumulada entre os dias 19 e 23 de julho

 

* O ar frio predominante na Região Sul do país e sobre áreas da Serra da Mantiqueira também vai fazer com que a geada ocorra de forma frequente sobre diversas áreas. Os agricultores locais terão de tomar cuidados com relação às respectivas culturas para minimizar os efeitos do ar polar.

 

* A frente fria vai permanecer na costa da Bahia onde vai provocar um aumento nos volumes de chuva que podem chegar aos 70mm até o dia 23 de julho.

 

* A circulação de umidade vinda do mar vai provocar alguns chuviscos entre Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Mas não são esperados grandes volumes acumulados.

 

Figura 4: Previsão de chuva acumulada entre os dias 24 e 28 de julho

 

A tendência ainda mostra que entre os dias 24 e 28 de julho o ar seco ainda será predominante sobre as áreas centrais do Brasil. Algumas áreas de instabilidade vão provocar chuva sobre o sul do estado do Rio Grande do Sul, mas sem grandes volumes de chuva.

O leste nordestino estará sob influência da circulação de umidade do mar que favorece a ocorrência de chuva rápida e sem grandes volumes acumulados.

 

publicidade

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading
publicidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email