Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

AGROCLIMA

publicidade

Frio ameaça produtividade das lavouras no Sul

27/10/2016 às 11:30
por Redação
Atualizado 28/10/2016 às 22:02

Oferecimento

Áreas de instabilidade continuam a ser observadas em grande parte do Brasil central e há possibilidade de novas pancadas de chuvas em diversas localidades das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Rondônia, Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Tempo um pouco mais aberto somente na faixa leste do Nordeste, sul do Mato Grosso do Sul e oeste da região Sul. Mas mesmo nessas áreas onde o tempo permanecerá mais aberto, não estão descartadas a possibilidade de que venham ocorrer pancadas de chuvas bastante isoladas e de fraca intensidade ao longo do dia. Mas nas demais áreas do Brasil onde o tempo estará bem mais instável as pancadas de chuva ocorrem de forma irregular.

 

 - Aproveite para conhecer o Agroclima PRO, sistema online com informações climáticas geolocalizadas. Veja aqui

 

Os produtores continuam com o plantio da soja em todas as regiões produtoras do Brasil, com exceção apenas para o Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, onde os solos continuam com baixos níveis de umidade. Entretanto, ainda existem áreas que não estão recebendo chuva, como é o caso da região oeste do Mato Grosso, onde já há áreas que estão a mais de 20 dias sem receber uma só gota de chuva e isso irá resultar em um forte replantio em toda a região.

 

Nas regiões produtoras do Sudeste a chuva colaborou para a elevação dos níveis de água no solo, o que permitiu melhores condições para o desenvolvimento das lavouras de café, citros e cana de açúcar, apesar de que para a colheita da cana, tais condições não são tão favoráveis. Mas esses trabalhos continuam avançando por toda a região Centro-Sul.

 

Para os próximos dias, o tempo instável com possibilidade para pancadas de chuva persiste sobre a região central e norte do Brasil. Ao longo da semana que vem a previsão é de chuva ainda mais generalizada sobre o Sudeste, Centro-Oeste, Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia e as condições serão favoráveis ao plantio e ao desenvolvimento das lavouras. 

 

No Sul, com a diminuição da chuva, os níveis das águas dos rios tende a diminuir e assim, áreas de arroz que hoje estão submersas voltarão a ficar normais, apesar dos estragos já registrados. De acordo com o agrometeorologista Marco Antônio Santos, produtores do sul do Rio Grande do Sul relataram que foram contabilizados 22 mil hectares de arroz alagados e que deverão sofrer forte redução em seus potenciais produtivos. O trigo também foi afetado por esse período bastante chuvoso no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, mas os estragos/prejuízos foram pequenos quando comparados aos das últimas duas safras. Portanto, com a retomada do tempo mais firme no Sul, os trabalhos de colheita retornam com força total nesses próximos dias. 

 

 

No Sul do Brasil o destaque será o frio. Uma nova massa de ar polar de fortíssima intensidade avança sobre a região nestes próximos três dias e derruba a temperatura mínima. A queda brusca de temperatura pode gerar perdas localizadas nos potenciais produtivos das lavouras de arroz, milho, soja e trigo. Vale ressaltar, que poderá ocorrer formação de geada em várias localidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. O risco maior para geadas acontecem nas regiões serranas, mas não dá para descartar a possibilidade de que alguma outra localidade venha a registrar geada na madrugada desta sexta-feira (28) e sábado (29), alerta Santos.  

 

 

Veja também

- [Ebook] El Niño e La Niña A história contada desde o início

- [Vídeo] Como se faz uma previsão de clima

publicidade

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading
publicidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email