Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

AGROCLIMA

publicidade

Produtores de trigo retomam trabalhos de colheita

28/10/2016 às 11:47
por Redação
Atualizado 28/10/2016 às 21:46

Oferecimento

Uma frente fria alcançou o Espírito Santo e estimula a organização de áreas de instabilidade e provoca chuva sobre a faixa norte do Sudeste, Centro-Oeste, Tocantins, norte e nordeste do Mato Grosso, Pará, norte de Goiás, Tocantins, sul do Maranhão e do Piauí, norte de Minas Gerais.

 

Na maior parte do Nordeste, do Sul, Acre, Rondônia, Mato Grosso, Goiás e em todo o Mato Grosso do Sul, a sexta feira (28), será de tempo mais aberto e sem previsão para chuvas. Bom para os produtores que conseguiram retomar as atividades de plantio da soja, milho, feijão e arroz no Sul, bem como os produtores do Mato Grosso do Sul e do Mato Grosso que avançam com o plantio da soja. Em Goiás a situação é um pouco mais delicada, pois as chuvas que vem eventualmente ocorrendo estão muito irregulares e desse modo, muitos produtores do sudeste e sul do Estado suspenderam o plantio, a espera de novas chuvas, uma vez que os solos estão com níveis de umidade bastante baixos, comenta o agrometeorologista da Climatempo, Marco Antônio Santos. 

 

Para os produtores de cana de açúcar e de trigo o retorno do tempo mais firme em praticamente toda a região Centro-Sul possibilitará a retomada do pleno andamento da colheita.

 

 - Aproveite para conhecer o Agroclima PRO, sistema online com informações climáticas geolocalizadas. Veja aqui

 

A presença de uma massa de ar polar de forte intensidade sobre a região Sul provoca o declínio acentuado das temperaturas mínimas. Muitas cidades gaúchas e catarinenses já registram temperaturas abaixo dos 10°C nesta última madrugada. A previsão indica que a madrugada deste sábado (29), deverá ser ainda mais gelada em boa parte da região Centro-Sul, com possibilidades até mesmo para ocorrência de geada. O risco maior está nas regiões serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, mas não se pode descartar a possibilidade de que ocorra em outras localidades. Vale ressaltar, que o risco para eventuais perdas é pequena em lavouras de milho, soja e arroz. Mas é fato que esse frio totalmente fora de época irá acarretar redução no potencial produtivo das plantas. Cada produtor juntamente com sua equipe precisará avaliar a fase de desenvolvimento de cada planta, verificar a temperatura registrada e calcular as perdas, alerta Santos. 

 

Os modelos de previsão indicam chuva já no começo da semana que vem sobre todas as localidades produtoras das regiões Sudeste, Centro-Oeste e do Maranhão, Piauí, Tocantins, Piauí, Bahia, incluindo Rondônia e Pará. A chuva retorna a região Sul entre a segunda (31) e terça-feira (01), com o avanço de uma nova frente fria. Portanto, muita cautela porque a semana que vem será novamente marcada pela ocorrência de pancada de chuva em praticamente boa parte do Brasil.

 

 

E aos poucos o regime de chuvas começará a se regularizar sobre o Centro-norte do país o que possibilita melhores condições de plantio e desenvolvimento das lavouras. A tendência para os próximos 60 dias é que não venham mais ocorrer longos períodos de estiagem em todo o Sudeste, Centro-oeste, Rondônia, Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia, Pará e Paraná. Apenas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina é que podem vir a ocorrer alguns períodos de estiagem, principalmente no mês de dezembro. 

 

Veja também

- [Ebook] El Niño e La Niña A história contada desde o início

- [Vídeo] Como se faz uma previsão de clima

publicidade

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading
publicidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email