AGROCLIMA

Geada e frio deixam produtos mais caros do Sul

07/07/2011 às 16:11
por Redação

Oferecimento
No Sul do país, as compras estão mais caras com a chegada do inverno. O frio, que congelou os alimentos, e a geada estão refletindo no bolso do consumidor. De acordo com a Secretaria de Abastecimento de Curitiba, no Paraná, de 67 produtos, 40 estão mais caro nessa época. A alface americana é um exemplo, a qualidade e o preço foram afetados. E segundo o Instituto Paranaense de Pesquisa, 30% das hortaliças foram prejudicadas pelas condições do tempo no Estado. E o alto preço deve continuar até o próximo mês, isso se o tempo ajudar, se houver geada ou ondas de frio intenso, o prejuízo será ainda maior. O CEASA – Centrais de Abastecimento, a couve-flor está 82% mais cara, a abobrinha verde está 73% mais cara, a alface crespa está 67%, a vagem está 19% e o chuchu aumentou 18% nos últimos dias, na capital paranaense. A batata e i aipim também tiveram um aumento de 15% e 11%, respectivamente.  Nas feiras livres, o consumidor já sente a diferença, antes o pé de alface que estava R$0,80 agora sai por R$1,50, o agrião passou de R$2,00 para R$3,00, a couve de R$1,50 para R$2,50 e a rúcula dobrou de preço. Os produtos que são de outras Regiões também estão mais caros, a exemplo do tomate e da batata que aumentaram entre 10 e 30%. Apesar disso, os produtos no frio ficam mais conservados e demoram mais para estragar do que nas épocas de calor.

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email