Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Soja e milho avançam no MT

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

2 min de leitura

Áreas de instabilidade sobre Mato Grosso, norte de Goiás, sul do Tocantins e do Maranhão e leste do Pará provocam pancadas de chuva que beneficiam o avanço do plantio da soja e do milho, assim como o desenvolvimento das lavouras.

 

 

De acordo com o agrometeorologista, Marco Antônio Santos, o tempo mais aberto sobre a região Sul já começa a trazer apreensão e bastante preocupação aos produtores. Algumas localidades estão a mais de 10 dias sem receber uma só gota de chuva levando as lavouras ao estresse hídrico e consequentemente a reduções nos potenciais produtivos das plantas. A previsão indica o retorno da chuva no final de semana com a passagem de uma frente fria. Até lá, o tempo segue firme com redução nos níveis de umidade do solo, prejudicando o pleno andamento dos trabalhos de plantio e mantendo uma condição desfavorável ao desenvolvimento das lavouras. 

 

Para essa semana são previstas mais chuvas em forma de pancadas sobre grande parte das regiões Sudeste e Centro-oeste, incluindo a região sul do Mato Grosso do Sul. No Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia a previsão é que o tempo volte a ficar mais firme ocasionando alguns períodos de estiagem que deverá durar, pelo menos, de 10 a 15 dias. Vale lembrar que não será uma ausência total da chuva, mas irão ocorrer de forma mais irregular. Por isso, os produtores devem estar atentos com relação a eventuais paralisações nos trabalhos de plantio e perdas pontuais de produtividade e, em alguns casos o replantio de algumas áreas. 

 

Leia mais: Semana com chuva no interior do país

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias