Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Ataque de pragas reduz produtividade na safrinha

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

A massa de ar seco que está sobre grande parte do Brasil vai manter sem chuva praticamente todas as regiões produtoras do Sul, Sudeste, Centro-oeste, além dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia (conhecido como Matopiba) e o Pará.

 

Assim, os trabalhos de colheita continuarão sendo realizados sem grandes transtornos. Contudo, no caso do milho safrinha, quanto mais avança a colheita mais se observa que os índices de produtividade estão longe do que estava sendo previsto antes do início da colheita.

 

Ataque de pragas diminui produtividade na safrinha

O forte ataque de pragas, como a cigarrinha e a broca, bem como, em algumas áreas, baixos índices de radiação solar, durante o verão, ocasionaram essa redução de 15% a 20% na produtividade do milho safrinha em algumas propriedades.  

 

Assim, as médias de produtividade deverão ficar inferiores às observadas em 2015. Porém, devido ao aumento de área plantada esse ano, a produção final deverá ser bem superior. Variando entre 65 a 67 milhões de toneladas.  

 

Conab prevê supersafra de grãos de 237 milhões de toneladas

 

Café e cana-de-açucar

As médias de produtividade que vem sendo registradas ao longo desta safra no café e na cana-de-açucar também estão abaixo do que vinda sendo previsto, tudo por conta do Clima mais chuvoso esse ano.

 

Previsão para os próximos dias 

A tendência para o restante da semana é que não venha ocorrer nenhuma mudança nesse padrão meteorológico, apenas no Rio Grande do Sul.  A passagem de áreas de instabilidade ocasionam poucas pancadas de chuva sobre as regiões sul e leste do estado nesta quarta-feira (12). Uma frente fria se afasta no mar e não terá força para avançar pelos demais estados da Região Sul e nem do Sudeste.

 

Apenas as faixas litorâneas do Espírito Santo e do Nordeste continuarão com o tempo mais instável e com possibilidades para pancadas de chuva.  

 

No caso do Nordeste, as chuvas que vêm ocorrendo em todas as regiões produtoras estão mantendo os solos com bons níveis de umidade, favorecendo o desenvolvimento das lavouras de grãos e da cana de açúcar. Sendo que nesse ano, a produção deverá ser excelente em todas as áreas – do litoral ao sertão.

Conecte sua estação meteorológica e tenha previsões ainda mais precisas. É grátis! 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias