Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Chuva ajuda a elevar nível de umidade no solo

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

As imagens de satélite mostram uma linha de instabilidade desde a Amazônia, passando pelo norte do Mato Grosso, Rondônia, extremo norte de Goiás e sobre grande parte do Matopiba, sendo que em toda faixa centro-sul do Brasil o tempo segue aberto e sem nuvens. Assim, para essa segunda (13) e terça-feira (14) a previsão é de chuvas sobre o norte do País e céu aberto em grande parte das regiões produtoras do Sudeste, centro-oeste e Sul.

 

satelite-br20

 

Apesar da ausência de chuva na metade sul do Brasil, ainda não se pode criar nenhuma preocupação de que venha a se formar uma estiagem ao ponto de trazer prejuízos aos produtores. Já na faixa norte, a chuva dos próximos dias irá permitir tanto a elevação dos níveis de umidade do solo, quanto garantir boas condições a continuidade do plantio e principalmente ao desenvolvimento das lavouras.

 

O tempo aberto no Sul será apenas até a quinta-feira, dia 16/11, já que neste dia, uma nova frente fria estará avançando pelo Rio Grande do Sul onde deixará o tempo instável em boa parte do estado. Este sistema avança pelos demais estados das regiões Sul e Sudeste e a previsão é que mais para o final da semana o tempo volte a ficar bem instável sobre as regiões Sudeste e Centro-Oeste, incluindo o Paraná e Rondônia. Para o Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, também há previsão de chuva nos próximos 10 dias.

 

Período de neutralidade

 

Esse tipo de situação de que hora as frentes mais concentradas na metade norte do País e num outro momento, mais concentradas no Sul será frequente durante as próximas semanas. Mesmo com as águas do Oceano Pacífico mais frias do que o normal, e muitos institutos dizendo que já estamos sobre a influência da La Niña, o Clima continuará sendo de neutralidade, mais com um viés negativo, o que ocasiona essa variabilidade no regime de chuvas, ou seja, horas os corredores de umidade estarão voltados mais ao sul, horas mais ao norte.

 

Porém, em nenhum momento há previsão de que venham ocorrer longos períodos de estiagem ou até mesmo invernadas, que possam trazer qualquer tipo de prejuízo aos produtores. Sejam produtores de soja, milho, feijão e/ou café, cana de açúcar e pastagens. Pelo contrário, esses pequenos períodos de sol irão possibilitar que os produtores consigam ir a campo realizar todas as suas atividades sem grandes transtornos e as plantas melhores condições ao seu desenvolvimento.

 

Leia também: Qual a influência do clima na sua safra?

La Niña: a história contada desde o início. Veja aqui 

 

Acompanhe no Blog do Agroclima outras informações sobre o cenário atual das regiões produtoras do Brasil. Para saber maiores informações de como se planejar com antecedência e tornar o clima seu grande aliado basta consultar www.agroclimapro.com.br

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias