Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Estiagem compromete lavouras de milho catarinenses

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

2 min de leitura

A safra catarinense de milho grão deve sofrer redução de 20,4%. Segundo o Boletim Agropecuário do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), divulgado nesta quinta-feira (15), a combinação da estiagem e a redução da área plantada deve fazer com que a colheita feche em 2,4 milhões de toneladas em 2018.

 

Os períodos de estiagem, principalmente em setembro e dezembro de 2017, comprometeram a produtividade das lavouras de milho catarinenses. Se na última safra os produtores colheram em média 8,6 toneladas/hectare, este ano o número deve ficar em 8 toneladas/hectare, o que representa queda de 7,14%.

 

A área plantada para o milho grão também será menor este ano, serão 310 mil hectares, recuo de 14,3% com relação à última safra. Os principais concorrentes do milho grão são o milho silagem e a soja, que têm ganhado cada vez mais espaço no meio rural.

 

O acompanhamento de safra tem como referência a situação da colheita em fevereiro. 

 

 

Agrotalk: a nova plataforma sobre Clima e produtividade no campo

 

Leia no Blog do Agroclimapro outras informações e análises sobre as culturas 

 

Para saber maiores informações de como se planejar com antecedência e tornar o clima seu grande aliado basta consultar www.agroclimapro.com.br

 

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Análise de volume de chuva para a área produtora

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias