AGROCLIMA

Principais doenças da cultura do feijão

23/02/2018 às 13:05
por Redação

Oferecimento

O cultivo do feijão é uma das principais atividades agrícolas do país. Um dos fatores que limitam a produtividade da cultura é a ocorrência de doenças que podem causar perdas superiores a 50% na produção nacional ou até mesmo perdas totais caso não seja empregado o manejo adequado.

 

O importante é que o produtor tenha em mente a importância do manejo preventivo, obedecendo à fase de desenvolvimento da cultura. As principais doenças que atacam a cultura do feijão são: a antracnose, mancha angular, mofo branco, ferrugem e alternaria.

 

O feijão apresenta algumas características como, por exemplo, um ciclo curto em relação a outras culturas, o que a torna mais suscetível a certas doenças e deixa o produtor com um tempo menor para reagir quando a cultura é afetada. Desta forma, a integração das boas práticas agrícolas e o manejo preventivo das principais doenças são fundamentais para amenizar as perdas.

 

Para isto, o produtor precisa realizar um bom planejamento antes do início do plantio, considerando fatores importantes como a correção de solo e adubação conforme recomendação; utilização de sementes de boa qualidade; tratamento das sementes com fungicidas e inseticidas; plantio na época correta para a região; população de plantas adequadas e manejo preventivo das doenças da parte aérea.

 

iStock-176878614

 

Há diferença entre a ocorrência de doenças no cultivo de feijão de sequeiro e irrigado?

 

O sistema de cultivo de feijão irrigado e a qualidade das sementes favorece a infecção de fungos de solos e pode aumentar a dispersão dos fungos que colonizam a parte aérea do feijoeiro. No sistema de sequeiro podemos citar duas doenças que possuem potencial para causar sérios danos à cultura. São elas: a Antracnose e o Mofo-Branco.

 

Quais são as condições climáticas que favorecem o desenvolvimento das principais doenças do Feijoeiro?

 

Antracnose

 

A Antracnose tem seu desenvolvimento potencializado em temperaturas que variam entre 13ºC e 26ºC e com alta umidade relativa do ar.

 

Mofo Branco

 

 A alta umidade também favorece a ocorrência de Mofo-Branco, porém a temperatura ótima para o desenvolvimento da doença está entre 15ºC e 25ºC e dias com pouca radiação solar.

 

Mancha Angular

 

A mancha angular é mais comum e facilmente identificada nas folhas do feijoeiro. Nas folhas primárias, apresenta conformação mais circular Nas folhas trifolioladas, as lesões apresentam formato angular. Está distribuída em quase todas as regiões onde se cultiva o feijoeiro comum. Quanto mais precoce for o seu aparecimento na cultura, maiores poderão ser os prejuízos ocasionados. A perda na produção pode chegar a 80%.

 

Sob condições de alta umidade, pode ser observada na face inferior das folhas, nas vagens, nos caules e nos pecíolos, uma eflorescência de cor cinza-escura a negra. Os principais agentes de disseminação são o vento, a chuva, as sementes e as partículas de solo infestadas.

Dentre os fatores climáticos mais favoráveis para o desenvolvimento de epidemias, encontram-se temperaturas moderadas (24 °C), com períodos de alta umidade relativa, alternados por períodos de baixa umidade e a ação de ventos.

O controle da doença pode ser alcançado por meio do plantio de sementes sadias, uso de cultivares resistentes, tratamento químico e eliminação de restos de cultura.

 

Ferrugem

 

A ferrugem é incitada por um fungo e pode ser observada em todo o território nacional. Os prejuízos causados pela ferrugem são maiores quando ela aparece na cultura antes ou durante a floração podendo, em cultivares suscetíveis, reduzir o rendimento em até 70%. Tem sido constatada uma maior incidência no plantio “da seca” que no “das águas”.

A ferrugem ocorre mais frequentemente nas folhas, mas pode ser encontrada também nas vagens e hastes. São disseminados pelo vento, implementos agrícolas, insetos e animais. Um longo período de umidade relativa (10-18 horas) superior a 95% e temperaturas entre 17-27 °C favorecem a infecção.

O controle da ferrugem pode ser alcançado pelo uso de cultivares resistentes do tratamento químico e de práticas culturais tais como eliminação de restos culturais, rotação de culturas e época de plantio.

 

Fusarium

 

Os sintomas Fusarium iniciais desta doença são lesões estrias longitudinais, de coloração avermelhada. As raízes primárias geralmente são destruídas, impossibilitando as plantas de absorverem água e nutrientes da maneira adequada às suas necessidades. O patógeno pode destruir todo o sistema radicular. O resultado é um estande irregular, formado por plantas pouco desenvolvidas. A podridão radicular seca é favorecida por temperaturas baixas, pela compactação e alta umidade do solo, comuns onde há cultivo intensivo do feijoeiro. O tratamento de sementes com fungicidas pode evitar a introdução do patógeno na área de plantio ou proteger as plantas em seu desenvolvimento inicial. Além do emprego de cultivares que produzam um maior volume de raízes. De modo geral, práticas culturais que favoreçam a germinação rápida das sementes e enraizamento vigoroso e profundo são recomendadas para o manejo desta doença.

Rhizoctonia


A importância Rhizoctonia tem aumentado com a expansão do cultivo do feijoeiro irrigado no inverno.  Nas plantas jovens infectadas, as lesões ocasionam o estrangulamento da base do caule, resultando no tombamento. O fungo sobrevive no solo na forma de estrutura de resistência, associado a restos culturais. A disseminação se opera pelas práticas culturais, água de irrigação, vento e sementes infectadas.Temperaturas moderadas (18ºC) favorecem a enfermidade. Temperaturas superiores a 21ºC aumentam a velocidade de emergência das plântulas, as quais podem, assim, escapar à infecção. O controle inclui o emprego de semente de boa qualidade, o tratamento da semente com fungicidas e práticas culturais, como a rotação de cultura, a eliminação de restos culturais e a diminuição da profundidade de semeadura para permitir a emergência mais rápida das plântulas.

 

 

 

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email

FASES DA LUA

  • Crescente
    15/11
  • Cheia
    23/11
  • Minguante
    31/10
  • Nova
    07/11

ESTAÇÕES DO ANO

  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    21/06