Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Excesso de chuva prejudica o trigo

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

Na imagem de satélite desta manhã de quarta-feira é possível observar que todo o corredor de umidade, vindo da Amazônia, encontra-se sobre a região centro-norte do Brasil.

 

satelite-goesr_ret_ch13_ircol3_20_localidades-estados_localidades-paises

 

Com isso, a previsão é que essa quarta-feira venha a ser marcada, mais uma vez, por chuvas a qualquer hora do dia sobre as regiões produtoras de Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rondônia e do MATOPIBA. Além disso, poderão vir a ocorrer pancadas irregulares sobre as regiões norte do Mato Grosso do Sul e de São Paulo.

 

Essas chuvas manterão os solos com níveis bastante adequados de umidade, favorecendo o desenvolvimento das lavouras, bem como a continuidade e até mesmo a finalização do plantio da soja. Entretanto, já há localidades que o excesso de dias chuvosos não está permitindo que o plantio da soja avance. Neste ano, o plantio da soja foi o mais adiantado dos últimos anos e com um nível de plantabilidade jamais visto na média nacional. Os percentuais de replantio são extremamente baixos e insignificantes.

 

A previsão continua sinalizando chuvas para os próximos dias sobre todas as regiões produtoras do Centro-Oeste, Sudeste e MATOPIBA, incluindo Rondônia e Pará. A tendência é que as condições se mantenham bastante favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, bem como a finalização do plantio da soja. Esse padrão meteorológico também estará beneficiando lavouras de café, cana de açúcar e laranja. Mas por outro lado, esse tempo mais úmido e abafado manterá as condições excepcionais a proliferação de doenças.

 

Em toda a região Sul, sul de São Paulo e sul do Mato Grosso do Sul tanto essa quarta-feira quanto a semana continuará sendo marcada pelo tempo aberto e sem previsões de chuvas e, mesmo com esse tempo mais aberto as condições ainda se manterão bastante favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, já que os níveis de umidade do solo estão elevados. Além disso, com um tempo mais seco, os trabalhos de plantio do arroz, soja e milho 1ª safra estarão favorecidos, assim como para a colheita do trigo. Vale lembrar que a cultura do trigo, foi novamente, bastante castigada com o excesso de dias chuvosos, apresentando em diversas regiões produtoras, perdas superiores a 30%.

 

Em São Paulo, esse padrão de tempo mais firme e chuvas apenas na forma de pancadas irregulares, permitirá que a colheita da cana de açúcar avance rapidamente, levando a finalização da safra em muitas usinas.

 

No começo da semana que vem, o avanço de uma nova frente fria pela região irá provocar chuvas generalizadas sobre todas as regiões produtoras do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e também do Mato Grosso do Sul o que eleva e mantem os solos com níveis excelentes de umidade. Isso irá beneficiar o desenvolvimento das lavouras, mas atrapalha mais uma vez os trabalhos de colheita do trigo e da cana de açúcar.

 

Planejamento no campo  

Para saber se o melhor caminho é aguardar ou seguir em frente com o plantio você pode contar com o Agroclima PRO, serviço de agrometeorologia de precisão da Climatempo. Com o ele é possível acompanhar os índices de umidade no solo e a previsão de chuva para sua região e, ainda melhor, para a sua fazenda! Nessa safra, a atenção em relação ao melhor momento para o plantio será fundamental para garantir a uniformidade das lavouras. Confiar nas previsões e na expertise da principal empresa privada de meteorologia do país será fundamental para garantir o sucesso da safra que está prestes a iniciar!

 

Acerta na sua safra! Assine agora mesmo o Agroclima Pro

Acesse: https://agroclimapro.com.br/

 

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias