Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Condições de chuva para as áreas agrícolas no fim de semana

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

6 min de leitura

Os produtores rurais estão de olho no céu e no Clima para dar andamento com os trabalhos no campo. A virada do mês acontece com a expectativa de como vai ficar a previsão do tempo nas áreas produtoras do país e onde a chuva fica concentrada.

 

Um destaque importante é a chuva forte prevista para as áreas de cacau do sul da Bahia e a região agrícola conhecida como Sealba (Sergipe, Alagoas e Bahia) e que irá beneficiar, milho, feijão, soja, mandioca. O meteorologista Celso Oliveira, faz uma análise para as condições do tempo para os próximos dias.Veja abaixo:    

 

Café

 

Nas últimas 24 horas, alguns poucos municípios da Zona da Mata de Minas Gerais, região de Manhuaçu, receberam precipitação de até 25mm. De uma forma geral, no entanto, espera-se tempo seco e maior amplitude térmica.

 

Nos próximos sete dias, as poucas precipitações alcançarão apenas o sul do Espírito Santo (10mm) e da Bahia (30mm). A formação de um bloqueio atmosférico durante o primeiro decêndio de maio manterá o tempo seco na maior parte das áreas de café.

 

Somente a partir de 13 de maio, há previsão de chuva fraca entre o nordeste do Paraná e a Alta Paulista. Não há previsão de frio intenso pelos próximos 15 dias no centro e sul do Brasil.

 

Milho

 

Nesta sexta-feira, 30 de Abril, pancadas de chuva ocorrem de forma isolada sobre o norte dos estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. Em Uruaçu (GO), foram registrados 21,2 mm de chuva no período entre 10h de ontem (29) e 10h de hoje (30), de acordo com os dados do Cemanden. No mesmo período, a cidade de Lajinha (MG), registrou 24,2 mm e a cidade de Vila Rica (MT), 12 mm.

 

"A chuva até deverá alcançar mais áreas do Centro-Oeste neste fim de semana, mas continuará desigual", prevê o meteorologista Celso Oliveira.

 

"Alguns poucos acumulados acima dos 30mm são esperados no centro e sudeste de Mato Grosso, mas a maior parte das áreas receberá algo entre 5mm e 10mm, isso sem contar a possibilidade de chover em uma fazenda e não chover na fazenda vizinha", explica.

 

O fato é que a chuva não ajuda a aumentar e umidade do solo e o desenvolvimento da segunda safra de milho. No decorrer de maio, espera-se a formação de um bloqueio atmosférico e corte da precipitação sobre boa parte das áreas produtoras.

 

No decorrer dos próximos 10 dias de maio, a precipitação avança um pouco mais ao norte e alcança áreas produtoras do sul e sudeste de Mato Grosso do Sul, Paraná e oeste e sul de São Paulo. Porém, os acumulados projetados ainda serão baixos. Não há previsão de frio intenso a ponto de trazer geadas pelos próximos 15 dias.

 

Cana de açúcar

 

Neste fim de semana, o primeiro do mês de maio, a chuva até retorna para parte das áreas produtoras de cana, mas nada que mude o atual ambiente agrícola. As precipitações acontecem no nordeste de Mato Grosso do Sul, centro, oeste e sudoeste de Goiás e no Estado de Mato Grosso.

 

"Alguns poucos acumulados acima dos 30mm são esperados no centro e sudeste de Mato Grosso, mas a maior parte das áreas chove entre 5mm e 10mm, isso sem contar a possibilidade de chover em uma usina e não chover na usina vizinha.O fato é que a chuva não ajuda a aumentar e umidade do solo e o desenvolvimento da cana de açúcar e também não atrapalha a colheita", relata Oliveira.

 

No decorrer de maio, a previsão é indica a formação de um bloqueio atmosférico e isso irá inibir as condições de chuva em boa parte das áreas produtoras. No decorrer dos primeiros 10 dias de maio, a precipitação ocorre um pouco mais ao norte e alcança áreas produtoras do sul de Mato Grosso do Sul, Paraná e oeste e sudoeste de São Paulo com acumulados de chuva ainda baixos. Não há previsão de frio intenso a ponto de trazer geadas pelos próximos 15 dias.

 

Agroclima PRO

 

Como planejar uma safra e monitorar sua fazenda?

 

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra.

 

Agroclima Pro é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações.

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias