Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Chuva beneficia preparo do solo no Rio Grande do Sul

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

O mês de abril terminou com chuva mais intensa sobre a Região Norte e áreas próximas, como o oeste e norte de Mato Grosso, Maranhão e norte do Piauí. Por outro lado, pouco choveu sobre Santa Catarina, Paraná, São Paulo, leste de Mato Grosso do Sul e sul de Goiás e de Minas Gerais.

 

Além de perdas na segunda safra de milho especialmente no Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais, observam-se condições ruins para o desenvolvimento de cana de açúcar, pastagens e laranja.

 

Próximos dias

 

Nesta semana, as frentes frias não conseguem avançar pelo Brasil e a chuva ocorre apenas no Rio Grande do Sul. Até mesmo o Paraná que tinha maior chance de precipitação segue com tempo seco nos próximos dias sete dias.

 

A redução da umidade do solo acontecerá desde Rondônia até o sudoeste da Bahia, passando pelo Mato Grosso, que está com parte da segunda safra de milho livre da estiagem. Por outro lado, a umidade do solo vai colaborar no preparo do solo para posterior instalação de culturas e pastagens de inverno, no Rio Grande do Sul. Além da chuva no estado gaúcho, há previsão de chuva forte ao longo da costa leste e no norte do Nordeste, além de boa parte da Região Norte.

 

Na quinta-feira, a passagem de uma frente fria provoca ventos fortes à costa do Sul e Sudeste. As rajadas de vento variam entre 70km/h e 100km/h desde Laguna (SC) até Iguape (SP). No mar, as ondas alcançam 2,5m de altura nas praias do sul de Santa Catarina, no período da noite. A duração do vento intenso não é prolongada, mas atividades de embarque em Paranaguá serão afetadas por poucas horas.

 

Temperatura cai e forma geada

 

Além disso, após a passagem da frente fria, a temperatura despenca no Sul com previsão de geadas desde o sul do Paraná até o Rio Grande do Sul. Algumas áreas produtoras, como de batata na serra gaúcha serão afetadas pelo fenômeno, mas o frio intenso não alcança áreas da segunda safra de milho do oeste do Paraná.

 

Na semana que vem, embora mapas com projeção da chuva mostrem precipitação sobre partes do Sudeste e Centro-Oeste, a precipitação mais intensa permanece sobre a fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai.

 

A Climatempo monitora a temperatura do oceano Pacífico leste e a partir do momento em que as águas esquentarem, haverá energia suficiente para empurrar as frentes frias chuvosas pelo interior do país. Por enquanto, a previsão traz esse indicativo somente no período entre 23 e 27 de maio.

 

Agroclima PRO

 

Como planejar uma safra e monitorar sua fazenda?

 

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. Veja o relato de alguns produtores que utilizam o Agroclima Pro.

 

 

Agroclima Pro é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações.

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias