Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Colheita do milho avança lentamente no RS

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

Foto:  Rosemari Montanher -Atalaia - PR

 

A colheita da soja avançou para 14% dos cultivos e outros 34% estão em maturação, 44% em enchimento de grãos, 7% em floração e resta apenas 1% ainda em germinação e desenvolvimento vegetativo.

 

De acordo com o informativo desta última quinta-feira (25), divulgado pela Emater/RS-Ascar, a estimativa de produtividade é 1.460 kg/ha, representando decréscimo de 55% da expectativa inicial de produção em uma média estadual. Nas regiões Oeste e Norte do Estado, onde a produtividade permanece muito baixa, houve crescimento das solicitações de cobertura de seguros privados e Proagro.

 

Milho

 

A colheita do milho evoluiu pouco no período, avançando de 68% para 72% das lavouras, outros 16% estão em fase de maturação, 7% em enchimento de grãos, 3% em floração e 2% ainda em germinação e desenvolvimento vegetativo. O lento avanço é explicado por dois fatores. O primeiro é que a colheita foi praticamente finalizada em lavouras implantadas no início do período recomendado e as lavouras implantadas após o retorno das chuvas estão em fases anteriores a maturação.

 

O segundo fator é a preferência de realizar a operação em culturas de soja ou arroz, com lavouras de milho maduras, esperando, a campo, a retomada da operação. A produtividade média estimada se aproxima de 3.500 kg/ha, representando quebra de aproximadamente 55% da expectativa inicial de produção.

 

A produtora rural Vilma do município de Major Vieira, em Santa Catarina contou ao Agroclima que o que conseguiu produzir foi afetado pela seca. Outras áreas há registro de abertura de vagem.  

 

milho_RosemariMontanher_Atalaia_PR_valendo

Foto: Rosemari Montanher -Atalaia - PR

 

Tendência do Clima 

 

Para as próximas 24h, o ar frio domina o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e o sul de Mato Grosso do Sul, com mínimas inferiores a 9ºC  no interior da Região Sul, principalmente neste sábado (26).

 

A chuva avança em direção ao Sudeste e Centro-Oeste . Um outro sistema se forma no decorrer da terça (29) e quarta-feira (30) e há condições novamente para chuva no Sul, além de São Paulo e Mato Grosso do Sul. 

 

Nos próximos sete dias, há previsão de chuva no norte do Nordeste e Região Norte. Destaque para o tempo fechado e chuvoso que volta a acontecer em Mato Grosso. Goiás, Minas Gerais e Bahia passam por um período mais seco, sendo os dois últimos Estados com estiagem que já dura mais de 30 dias.

 

Na primeira semana de abril, a chuva enfraquecerá sobre a Região Sul, algo que acelerará as atividades de campo. A precipitação mais intensa acontecerá sobre o Triângulo Mineiro, Goiás, Mato Grosso, norte do Nordeste e Região Norte.  

 

Como monitorar uma safra e sua fazenda?

 

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. 

 

AgroclimaPRO é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações. 

 

Faça parte da maior comunidade AGRO! O canal oficial da Climatempo no Telegram fornece conteúdos diários e exclusivos sobre o Clima e previsão para a agricultura. Quero fazer parte!

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias