Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Colheita do milho 2ª safra avança no Mato Grosso do Sul

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

Durante a última semana, Mato Grosso do Sul foi marcado por grandes amplitudes térmicas (diferença entre a temperatura máxima e mínima) e baixa umidade relativa do ar. De acordo com o boletim 468 da casa rural/Aprosoja-MS, as lavouras do estado se encontram em 80,8% em boas condições, 12,8% em estado regular e 6,4% em ruim. Na data de 29/07/2022, a área colhida de milho 2ª safra acompanhada pelo Projeto SIGA-MS alcançou 26,2%.

 

Desenvolvimento da cultura

 

Na última semana do mês de julho deu-se continuidade ao acompanhamento do desenvolvimento fenológico e ao levantamento da colheita do milho 2ª safra 2021/2022. Todas as regiões do estado estão em pleno desenvolvimento fenológico reprodutivo.

 

As regiões sudeste e oeste apresentam 91% das suas lavouras em boas condições, regulares entre 8% e 9% e ruins até 1%. Essas regiões possuem o estádio fenológico do milho entre R4 e R6. As regiões centro, sudoeste, sul-fronteira e sul encontram-se em boas condições, cerca de 78% e 86% de suas lavouras, regulares entre 10% e 12%, e ruim até 10%. O estádio fenológico dessas regiões está entre R4 e R6.

 

Ainda de acordo com o boletim da Aprosoja-MS, as regiões norte e nordeste possuem
condições abaixo do potencial das demais, podendo-se encontrar lavouras entre 19% e 20% em condições ruins, regulares entre 23% e 28%, e em bom estado entre 52% e 58%. O estádio fenológico está entre R5 e R6.

 

Foto: arquivo istock

 

Área colhida

 

A porcentagem de área colhida na safra 2021/2022, encontra-se superior em aproximadamente 16,6 pontos percentuais em relação à safra 2020/2021, para a data de 29 de julho.

 

A estimativa de área para o milho 2ª safra 2021/2022 é de 1,992 milhão de hectares, retração de 12,6% em relação a área da 2ª safra de 2020/2021. A produtividade estimada é de 78,13 sc/ha, gerando uma expectativa de produção de 9,34 milhões de toneladas.

 

Tendência do Clima 

 

Neste sábado (06/08), a formação de um sistema de baixa pressão deve provocar chuva forte e ventania no Sul do Brasil, principalmente no norte gaúcho, oeste de Santa Catarina e metade sul do Paraná. Há potencial para queda de granizo. Entre o oeste de Santa Catarina e sudoeste do Paraná há expectativa de acumulados entre 40 e 50 milímetros. Este sistema irá dar origem a uma nova frente fria que no domingo (07/08) fica posicionada próximo a costa do Sudeste e forma o corredor de umidade que provoca chuva até a Região Norte.   

 

De 09 a 10/08, um ciclone extratropical se forma na altura da costa da Região Sul do Brasil e as condições são favoráveis a temporais, principalmente em Santa Catarina. Uma massa de ar polar avança e provoca queda de temperatura. Não dá para descartar geada em algumas localidades dos três estados do Sul, no amanhecer do dia 10/08. 

 

No sul de Mato Grosso do Sul, algumas localidade spodem registrar mínimas entre 3ºC e 4ºC. 

 

Nas áreas do Nordeste, a chuva dá uma trégua e a o período entre 08/08 e 12/08 será com chuva mais isolada na costa leste do Nordeste.  

 

Como monitorar o Clima na sua fazenda?

 

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. 

 

AgroclimaPRO é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações. 

 

Faça parte da maior comunidade AGRO! O canal oficial da Climatempo no Telegram fornece conteúdos diários e exclusivos sobre o Clima e previsão para a agricultura. Quero fazer parte!

 

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias