Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Liderança e governança no Agronegócio

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

2 min de leitura

Fechamos a safra do ano 2015/2016 e já sentimos reflexos preocupantes no agronegócio. Se a confiança, os investimentos e novas tecnologias não forem adotadas em altíssima velocidade no campo, com planejamento e diálogo, nada disso funcionará em nenhuma cadeia produtiva.

Neste ano, de janeiro a junho, os tratores venderam menos 31% quando comparado ao mesmo período do ano passado. Tivemos quebras na produtividade em quase tudo, leguminosas, oleaginosas e cereais.

O trigo deverá crescer 13,5%, perante a safra passada, mas não significa nada, pois continuamos importando metade do que o país utiliza. Teremos menos estoques em tudo, algodão, arroz, feijão, soja e derivados.

Para café e cana, deveremos ter um aumento da produção, enquanto os preços dos produtos agropecuários cresceram no semestre quase 17%.

E ainda com tudo isso, foi o agronegócio que salvou a balança comercial do país gerando um saldo positivo de 23 bilhões e seiscentos e trinta milhões de dólares de janeiro a junho, ou seja, pagou a conta e ainda sobrou, sobre tudo o que o país importou…

O agronegócio tem pago a conta do Brasil, mas esta chegando a hora do Brasil planejar e investir no seu agronegócio. Isso exige liderança e governança de longo prazo…

José Luiz Tejon

Sócio Diretor da Biomarketing

VOLTAR

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias