Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Chuva colabora com o plantio da soja no MT

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

A passagem de uma frente fria pela costa do Sudeste está mantendo um corredor de umidade sobre a faixa norte do Brasil, na qual vem provocando pancadas de chuvas em vários pontos da região norte do Mato Grosso, Goiás, Tocantins, oeste da Bahia e norte de Minas Gerais. A chuva no Mato Grosso colaborou para o plantio da nova safra de soja em diversas fazendas da região.

Muitos produtores mato-grossenses, sul-mato-grossenses e até mesmo os paranaenses já se arriscam com o plantio, mesmo sabendo que o mês de outubro poderá ser com chuvas mais irregulares. Os solos já apresentam um acumulo de chuva superior a 250 milímetros. Além de favorecer o plantio, a chuva possibilita uma boa germinação e um bom desenvolvimento inicial da lavoura, comenta o agrometeorologista Marco Antônio Santos.

 

De acordo com o mapa de chuva da Climatempo, há previsão de mais chuvas para esses próximos cinco dias em todas essas regiões e o plantio da soja continuará avançando pelo Centro-Oeste e Paraná.

 

 

 

No Sul, especialmente no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, o tempo mais firme dessa semana e também desta sexta-feira no centro-oeste dos estados possibilita o rápido avanço do plantio do arroz e do milho, bem como do feijão. Sendo que as previsões para chuvas só deverão ocorrer em meados da semana que vem, quando uma nova frente fria avançará pela região e com isso, poderá atrapalhar o pleno andamento do plantio. Para o trigo o tempo também está sendo benéfico em toda a região Sul. Contudo, uma massa de ar polar avança e ganha força no fim de semana e as temperaturas mínimas irão despencar em toda a região Sul, podendo ocorrer formações de geadas localizadas nos três estados da Região. Não há riscos grandes para as lavouras de trigo, milho e feijão. Podendo no máximo atingir uma ou outra lavoura entre as madrugadas de sábado (24) e domingo (25), alerta o agrometeorologista.

 

No Sudeste, o final de semana começa com ventania, aumento da nebulosidade e pancadas de chuvas que por vezes podem ser fortes com risco de temporal em algumas áreas de São Paulo, Minas Gerais e no Rio De Janeiro o que pode atrapalhar a colheita da cana de açúcar. Por outro lado, os níveis de umidade do solo vão subir o que garante melhores condições ao desenvolvimento das lavouras. As temperaturas não devem cair tanto como no Sul, mas o final de semana deverá ser com temperaturas mínimas mais baixas, mas não há riscos para formações de geadas. Para o primeiro final de semana de Outubro há tendência de mais chuva para a região.

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias