Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Produtor de arroz retoma trabalho no campo

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

O avanço de uma frente fria pela região Sudeste nesta quinta-feira (3), deixará o tempo bastante instável sobre toda a faixa central e norte do Brasil, com possibilidades para pancadas de chuvas em grande parte dos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondônia, Pará, sul e oeste do Tocantins. Há previsão de chuva também sobre as regiões produtoras do Espírito Santo e do sul da Bahia. A chuva possibilita a elevação e manutenção da umidade do solo e a continuidade dos trabalhos de plantio da soja, milho e feijão. São boas também as condições ao desenvolvimento das lavouras de café, citros e cana de açúcar.

 

Vale ressaltar que a chuva poderá cair na forma de tempestade, com fortes rajadas de vento e até mesmo queda de granizo o que pode gerar perdas pontuais em algumas propriedades. Além disso, trabalhos de colheita da cana de açúcar poderão ser prejudicados por conta desse tempo instável, alerta o agrometeorologista Marco Antônio Santos.

 

No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina a quinta-feira (3), será de tempo aberto e sem previsão de chuva o que permite a retomada das atividades de campo, em especial o plantio do arroz, soja e milho e a colheita do trigo. No estado gaúcho e catarinense, as chuvas deverão retornar em meados da semana que vem, podendo gerar novas paralisações no plantio, principalmente do arroz e também na colheita do trigo.

 

No oeste da Bahia, sul do Piauí e norte do Tocantins o tempo seco prejudica o plantio da soja e causa perdas pontuais em áreas que já foram semeadas. 

 

O padrão de tempo instável com pancada de chuva em grande parte da região central do Brasil continuará sendo observada ao longo dos próximos dias. Aos poucos o regime de chuva vai se regularizar sobre todas as regiões produtoras do Paraná, do Sudeste, Centro-oeste, Rondônia e também do Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia e Pará e as condições se manterão favoráveis tanto ao plantio quanto ao desenvolvimento das plantas.

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias