Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Trigo entra na reta final de colheita

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

A chuva que caiu na região Sul foi muito irregular e algumas lavouras ainda sentem os efeitos da estiagem e os níveis de produtividade podem ficar reduzidos, principalmente a soja. Em contrapartida, esse padrão meteorológico tem proporcionado que os trabalhos de colheita do trigo sejam finalizados dentro do campo. O índice de produtividade e de qualidade já são superiores, algo que não aconteceu nas últimas duas safras. 

 

Hoje, (29), ainda há previsões para ocorrências de pancadas de chuvas em algumas regiões produtoras do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e do Mato Grosso do Sul. Serão chuvas rápidas e em volumes razoáveis, permitindo uma elevação mesmo que parcial, dos níveis de umidade do solo, garantindo boas condições ao desenvolvimento das lavouras.

 

A previsão é que no decorrer desta semana novas pancadas de chuva venham a ocorrer, devido à presença de uma nova frente fria. Apenas os trabalhos de colheita da cana de açúcar na reta final é que poderão ser prejudicados. Mas nada que venha causar danos significativos a produção de açúcar e etanol.

 

Ao longo desta semana, há previsão também para pancadas de chuva em boa parte do Mato Grosso, Goiás o que permite que as condições se mantenham favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, bem como a realização dos tratos culturais, já que não há indicativos de que possam ocorrer invernadas nesses próximos 10 dias. Entretanto, ainda há locais nestes dois estados onde os volumes de chuva estão bem abaixo da média e, portanto, ocasionado algum estresse hídrico nas plantas, o que poderá resultar numa quebra de produtividade, comenta o agrometeorologista Marco Antônio Santos. 

 

Na região nordeste do Mato Grosso (região do Vale do Araguaia e do Xingu), no sul e leste do Pará e em todo o Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia a terça-feira (29), será mais um dia de tempo firme, sem chuvas e temperaturas extremamente altas. O plantio da soja continua paralisado. Vale lembrar que há previsão de que a chuva retorne no final de semana. Os volumes ainda não serão tão altos, ao ponto de normalizar a situação, mas na semana que vem com a previsão de novas chuvas sobre essas regiões, as condições voltarão a ficar favoráveis ao termino do plantio e também ao desenvolvimento das lavouras. 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias