Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Defesa Agropecuária

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

Enquanto protestamos contra as pragas da corrupção, da incompetência e de ilusões ideológicas populistas, enquanto assistimos mesmo no agronegócio, no último trimestre uma diminuição do PIB comparado ao mesmo período do ano passado, e enquanto ainda rezamos para que o dólar e as vendas de soja, café e açúcar com bons preços internacionais nos surpreenda positivamente e possamos fechar o ano com um PIB positivo do agro, o que seria a única coisa salva da derrocada de 2016.

Enquanto tudo isso ocorre uma outra praga espreita as lavouras do Brasil, mas essas são as pragas insetos, mesmo...

Neste momento está sendo debatido na Embrapa, o Seminário de Ciência e Tecnologia para a Defesa Agropecuária, em parceria com o Ministério da Agricultura em Brasília.

Este ano foi constatado que existem cerca de 500 potenciais pragas novas que podem atacar o Brasil, e cerca de outras 150 que rondam ingressar no Brasil pois já estão presentes nos países vizinhos.

Nos últimos 10 anos sofremos perdas econômicas significativas com pelo menos 35 novas pragas... Nesse Congresso, temas como quarentena vegetal, erradicação de fungos em germoplasma, ameaças sanitárias e continuidade do foco na Helicoverpa  armigera, assim como na ferrugem asiática, serão abordados.

A gerente geral da Embrapa Informação e Tecnologia, insiste que precisamos promover o diálogo em torno da Defesa Agropecuária com todos os setores da sociedade brasileira.

Selma Lúcia Lira Beltrão afirma que "os prejuízos econômicos e ambientais causados por doenças e pragas na agricultura tem mostrado números assustadores, e cada vez mais exigem medidas de controles eficazes ".

Controle de pragas e doenças é assunto sério neste ambiente tropical, e geralmente é tratado com completa falta de rigor científico, e muita conversa de quem não sabe o que isso significa. Precisamos dar um salto nas práticas corretas no campo e no diálogo tecnológico com a sociedade urbana brasileira...Bom senso, ciência e práticas corretas de manejo e operação no campo. Cumprir a lei rigorosamente.

José Luiz Tejon

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias