Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Chuva dificulta colheita da soja no MT

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

As chuvas ininterruptas sobre grande parte da região central do Brasil, em especial, no Mato Grosso, tem dificultado a realização da colheita da soja, trazendo certa apreensão juntos aos produtores, já que existem muitas áreas já prontas e dessecadas para serem colhidas. Ainda não há relatos de perdas de qualidade nem muito menos de produtividade, relata o agrometeorologista Marco Antônio Santos.

 

Soja no Centro-Oeste. Como evitar o risco climático

 

Para os próximos dias é de mais chuva. O calor e a umidade alta facilitam a formação de nuvens de chuva sobre a região central do Brasil. E não é só no Mato Grosso que as chuvas não darão trégua. Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e em boa parte da metade sul de Minas Gerais as chuvas continuam nos próximos 5 dias. O mapa de chuva acumulado abaixo mostra que os volumes de chuva podem ultrapassar os 100 milímetros em algumas localidades de Mato Grosso.

 

 

A tendência é de diminuição da chuva na metade da penúltima semana do mês o que colabora para a retomada das atividades de colheita e plantio. 

 

Com relação ao solo, a chuva tem mantido níveis excelentes de umidade, favorecendo o desenvolvimento das lavouras. É fato que o tempo nublado pode prejudicar a máxima concentração de massa dos grãos e, também, o crescimento das plantas, uma vez que reduz as taxas de radiação e afeta a produtividade.

 

Tempo aberto somente no Sul do Brasil, onde não há previsão de chuvas para os próximos dias. Não há relatos de perdas nos potenciais produtivos das lavouras. Somente em meados da próxima semana é que as chuvas deverão retornar a região. 

 

No Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia, a previsão é de chuvas na forma de pancadas, mantendo uma condição mais favorável ao desenvolvimento das lavouras. O tempo instável e com chuvas quase que diárias deverá se manter até meados da semana que vem condições bastante favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, finaliza o agrometeorologista.

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias