AGROCLIMA

Baixa umidade no solo afeta lavoura no SE

15/02/2017 às 10:55
por Marco Antônio Santos / Agrometeorologista

Oferecimento

Nesta quarta-feira (15), muitas áreas de instabilidade estão sobre grande parte da região central e norte do Brasil, em especial sobre o Mato Grosso, Rondônia, Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia e Pará. Há previsão de chuva nestas localidades o que inviabiliza quase que totalmente as atividades de colheita da soja e, sobretudo, o plantio do milho safrinha.

 

A colheita não está tão atrasada quanto o plantio do milho, já que é mais fácil tirar a soja do que plantar o milho com toda a chuvarada. O bom é que os modelos começam a sinalizar que esse período mais chuvoso está terminando. A partir de quinta-feira (16), vamos observar uma diminuição dos volumes de chuva. Porém, entre o domingo (19) e a segunda-feira (20), novas chuvas poderão vir a ocorrer sobre estas localidades, atrapalhando novamente as atividades de colheita e plantio. Mas será ainda no dia 20/02 é que realmente as condições voltarão a se normalizar, ou seja, a partir dessa data as chuvas voltarão a ter um padrão que vinha ocorrendo em janeiro, chuvas quase que diárias, mas bem irregulares dando plenas condições a realização de todas as atividades de campo.

 

Entender o comportamento do clima e melhorar a produção no campo

 

No Sul, a quarta-feira (15), será marcada pela ocorrência de algumas pancadas de chuvas irregulares sobre o Paraná, Santa Catarina e faixa leste do Rio Grande do Sul, bem como sobre a metade sul do Mato Grosso do Sul. Essas chuvas não deverão trazer problema aos produtores, pelo contrário, irão beneficiar o desenvolvimento das lavouras, uma vez que elevarão os níveis de umidade do solo. E como uma nova frente fria irá avançar sobre a região entre a quinta (16) e sexta-feira (17), novas chuvas serão observadas sobre boa parte da região, beneficiando ainda mais as lavouras. Já as atividades de campo deverão sofrer apenas paralisações momentâneas, mas sem causar riscos/perdas aos produtores.

 

Apenas o Sudeste é que deverá ter uma quarta-feira de muito calor e chuvas muito isoladas ao longo do dia. Com isso, os níveis de umidade do solo irão se reduzir ainda mais, afetando o desenvolvimento das lavouras. E, para esses próximos dias não há indicativos de chuvas generalizadas sobre a região, apenas pancadas de chuvas, bastante irregulares. Porém, devido ao forte calor, não se descarta a possibilidade de que essas chuvas possam vir na forma de tempestades. E na semana que vem, as chuva deverão ficar ainda mais irregulares e isso poderá comprometer o pleno desenvolvimento das lavouras.   

 

Alerta de risco e condições severas e análise de disponibilidade de umidade no solo

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email