Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Semana com pouca chuva na Região Sudeste

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

Texto escrito pelo agrometeorologista Marco Antonio dos Santos.

 

 Análise das condições do tempo na última semana: Chuva em excesso no Norte e Nordeste e falta de chuva no Sudeste.

 

* As fortes e constantes chuvas que vinham ocorrendo em, praticamente, todo o Mato Grosso, Rondônia e no Matopiba, causaram muitos estragos e consequentemente, prejuízos aos produtores de soja. Além de atrasar o plantio do milho safrinha que vinha adiantado no início do ano.

*  No Sudeste, a situação é inversa, as altíssimas temperaturas, associadas ao baixo índice de umidade relativa, mantiveram o tempo firme e apenas eventuais pancadas de chuvas muito irregulares. Com isso, os níveis de água no solo se reduziram drasticamente em muitas propriedades, afetando o desenvolvimento das lavouras.

*  No Sul, a passagem de 2 frentes frias pela região nesses últimos 10 dias provocaram chuvas em vários pontos da região, mantendo os solos com níveis satisfatórios de umidade, bem como contribuindo para a realização dos tratos culturais, uma vez que eram chuvas apenas na forma de pancadas. O que assustou um pouco os produtores de arroz da região sul do RS foram as baixas temperaturas noturnas ocorridas nesse período, causando perdas pontuais de produtividade.

 

                                                           Figura 1: Chuva acumulada entre os dias 13 a 19 de fevereiro.

 

Previsão para os próximos dias no Brasil: Semana quente e com pouca chuva na Região Sudeste.

 

* Para essa semana esse período de invernada tende a não mais ocorrer em toda faixa norte do Brasil, porém, não será uma ausência total das chuvas. As previsões a partir dessa terça-feira (21) serão para pancadas de chuvas diárias. Só que diferentemente do ocorrido nas últimas semanas, o tempo ficará um pouco estável e, portanto, ocorrerá boas aberturas de sol, permitindo que os produtores consigam ir a campo e realizem os trabalhos de colheita, plantio e tratos culturais com mais facilidade. Mas mesmo assim, haverá interrupções ao longo do dia, devido a ocorrência dessas pancadas. Hoje, segunda-feira ainda há previsão para chuvas em grande parte do Mato Grosso, Rondônia, Pará, Tocantins, Maranhão, Piauí e oeste da Bahia.

 

* Há previsão também para pancadas de chuvas ao longo dessa segunda-feira (20), no Mato Grosso do Sul e em boa parte da região Sul, permitindo que essas chuvas venham elevar os níveis de água no solo, favorecendo o desenvolvimento das lavouras. Como serão pancadas de chuvas, os trabalhos de colheita, plantio e tratos culturais continuarão a ser realizados, com paralisações momentâneas. E ao longo da semana esse padrão de atmosfera instável, com pancadas de chuvas quase que diárias, mais irregulares continuará a ser observada em toda a região. Assim, as condições permanecerão favoráveis aos trabalhos de campo e, principalmente ao desenvolvimento das lavouras, não sendo observada nenhuma grande anomalia que possa prejudicar a produtividade das plantas.

 

* O grande problema continuará sendo na região Sudeste, onde o forte calor associado as raras pancadas de chuvas que vem ocorrendo estão mantendo os solos com níveis baixos de umidade, levando as plantas ao estresse hídrico. Assim, muitas lavouras sejam elas de anuais, como soja, milho, feijão e hortaliças, como as perenes: café, cana e citros, já sentem os efeitos negativos desse padrão meteorológico e já apresentam perdas em seus potenciais produtivos. E ao longo dessa semana, esse padrão meteorológico não deverá mudar. As chuvas continuarão a ocorrer apenas na forma de pancadas localizadas, principalmente no período da tarde e algumas vezes, devido ao forte calor, poderão vir na forma de tempestades, causando ainda mais transtornos, não só no meio urbano, como principalmente, nas cidades.

 

                                                  Figura 2: Previsão de chuva acumulada entre os dias 21 a 25 de fevereiro.

 

                                              Figura 3: Previsão de chuva acumulada entre os dias 26 de fevereiro a 02 de março.

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias