AGROCLIMA

Colheita e plantio estão prejudicados na faixa norte do BR

09/03/2017 às 08:38
por Marco Antônio Santos / Agrometeorologista

Oferecimento

Na imagem de satélite é possível observar muitas áreas de instabilidade sobre a faixa norte do Brasil. 

 

 

Com isso, a quinta-feira (09), será mais um dia com previsão de tempo fechado e chuvas a qualquer hora do dia em grande parte do Pará, extremo norte do Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Piauí e parte da Bahia. Há previsão também de pancadas de chuva de form airregular em alguns pontos do norte de Minas Gerais e no Espírito Santo. A chuva na faixa norte do País, mantém os trabalhos de colheita e de plantio prejudicados e também o trânsito pelas estradas e portos. Este padrão meteorológico deverá se manter inalterado ao longo dos próximos dias.

 

Como evitar o risco climático dentro do campo?  

 

Em grande parte do Centro-Oeste e do Sudeste, o predomínio é de tempo aberto e possibilidade apenas para eventuais pancadas de chuva, principalmente no período da tarde, uma vez que as altas temperaturas associadas à umidade do ar faz com que as áreas de instabilidade ganhem forças e com isso, chova. Contudo, como são pancadas isoladas e de forma irregular todos os trabalhos de campo, como a colheita da soja e plantio do milho safrinha vão conseguir prosseguir sem maiores transtornos até o fim da semana e em alguns pontos eventuais paralisações.

 

Algumas localidades no Centro-Oeste e do Sudeste já registram mais de cinco dias sem chuva e muitos produtores já começam a ficar preocupados com essa ausência da precipitação. O corredor de umidade que estará posicionado mais ao sul do Brasil nos próximos dias diminui a chance de voltar a chover de forma generalizada sobre as regiões. Assim, algumas propriedades poderão ficar mais de dez dias sem registrar chuvas em suas lavouras, podendo gerar muita apreensão e até mesmo perdas pontuais de produtividade. A partir do dia 15/03 as chuvas irão retornar a todas essas localidades e com isso, a segunda quinzena de março voltará a ser mais chuvosa, elevando assim, os níveis de umidade do solo e dando condições ao pleno desenvolvimento das lavouras.

 

Nível de umidade e temperatura do solo e planejamento de cultura

 

O grande destaque é a passagem de uma frente fria pelo Rio Grande do Sul, onde os volumes de chuva previstos para os próximos quatro dias poderão superar os 200 milímetros em vários municípios, principalmente da metade oeste do estado e regiões de divisa com o Uruguai. O alto volume de chuva deverá inviabilizar totalmente as atividades de campo, em especial os trabalhos de colheita do arroz, soja e milho e, até mesmo gerar algumas perdas pontuais.

 

 

O tempo fechado e chuvoso deverá persistir sobre o Rio Grande do Sul até o final de semana. Já em Santa Catarina, Paraná e no sul do Mato Grosso do Sul as chuvas só deverão chegar entre o sábado à noite e o domingo (12). Até lá, o tempo continuará aberto, apenas com algumas nebulosidades e eventuais pancadas de chuva de forma localizada.

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email