Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Atividade no campo está paralisada no Rio Grande do Sul

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

O avanço de uma frente fria pelo Rio Grande do Sul nesta quinta-feira (25) deixa o tempo bastante instável e com previsão de chuva de moderada a forte intensidade em grande parte do estado ao longo do dia. A chuva pode vir acompanhada de fortes rajadas de vento e até mesmo, queda de granizo. Os acumulados entre hoje (25) e sábado (26) poderão superar os 60 mm em muitos municípios gaúchos. Com isso, todas as atividades de campo serão paralisadas. O mapa de chuva acumulada mostra o volume de chuva para os próximos 5 dias no Brasil. 

 

 

Aos poucos o sistema avança pelos demais estados da Região Sul, onde há previsão de chuva também sobre as regiões produtoras de Santa Catarina e do Paraná. Porém, os volumes acumulados de chuva deverão ser menores. Apenas na região sul de Santa Catarina é que poderão ocorrer chuvas mais volumosas e até mesmo rajadas de ventos mais intensas.

 

Há previsão para pancadas de chuva isoladas sobre as faixas oeste e norte do Mato Grosso e oeste do Mato Grosso do Sul entre hoje (25) e amanhã (26). Também deverão ocorrer pancadas de chuva sobre Rondônia e Pará. Além disso, chove bem sobre a região litorânea do Nordeste o que é muito bom para as culturas de grãos e de cana de açúcar.

 

Nas demais localidades do Brasil, o tempo segue aberto e sem previsão de chuva. E este deverá ser o padrão do tempo nos próximos dias: Frentes frias passando regularmente sobre o Sul do Brasil, deixando o tempo instável e chuvoso no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e em partes do Paraná e do extremo sul do Mato Grosso do Sul. Eventualmente, uma ou outra frente fria poderá avançar um pouco mais pelo interior do Brasil e provocar chuva sobre os estados de São Paulo e Minas Gerais, e sobre a faixa oeste do Mato Grosso. Além disso, chuva mais regular também será observada sobre a faixa leste do Nordeste.

 

Com isso, os trabalhos de colheita do milho 2ª safra, feijão, café, cana de açúcar e algodão transcorrerá sem grandes problemas ao longo das próximas semanas. O grande prejudicado será o trigo e demais culturas de inverno, que devido às chuvas mais frequentes haverá paralisações mais constantes de trabalho o que pode ocasionar uma diminuição mais significativa da área a ser cultivada este ano.

 

Facilidade na hora de tomar a decisão: análise de volume de chuva, quantidade de nuvens e umidade no solo

 

Temperatura

Com relação ao frio, para os próximos sete dias, não há indícios de que venham ocorrer temperaturas muito baixas ao ponto de ocasionar a formação de geadas ou qualquer outro dano às lavouras.

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias