Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

O mundo do café mudou

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

2 min de leitura

A forte massa de ar frio que entrou neste fim de semana deixou os cafeicultores do Paraná apreensivos.  O aquecimento global permitiu a volta do plantio de café no Paraná depois da crise de 1975, quando a geada negra destruiu a cultura do estado.

 

A estação meteorológica mais próxima das duas cidades que mais produziram café em 2015 segundo o IBGE, Ibaiti e Pinhalão, é Joaquim Távora. Os dados do INMET indicam que lá a temperatura a 2 metros do solo caiu até os 3°C no sábado (10) e no domingo(11), um valor suficiente para ressecar o pasto, mas dificilmente a geada atingiria grandes áreas de um cafezal adensado.

 

Segundo relato da Secretaria de agricultura de Ibaiti os técnicos da EMATER passaram pela cidade, mas até onde averiguamos os produtores apenas torciam para que não geasse. No domingo (10) pela manhã os moradores da região falavam do frio intenso. O Sr. Luiz Montanha do Hotel Pousada Catuaí, em Siqueira Campos, disse que geou no pasto, mas não havia notícias sobre o cafezal, que está sendo erradicado do município. A sra. Aline Maria Paula, do Hotel Portal de Carlópolis não viu e não soube de nenhuma geada na região.

 

A massa de ar frio está se movendo para o oceano. Ainda há uma pequena chance de geadas amanhã, mas a temperatura sobe nos próximos dias o risco de novas geadas é muito baixo até o próximo fim de semana.

 

Ana Lúcia Frony de Macêdo

Meteorologista

 

Veja também: Pasto tem boa umidade disponível no solo 

Safra de grãos supera recorde

Volume de chuva ajudou safra no Paraná

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias