Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Colheita do milho safrinha avança rapidamente

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

A presença de uma frente fria sobre o Rio Grande do Sul nesta sexta-feira manteve o tempo instável com chance de pancadas de chuva, o que prejudicou a plena realização do plantio do trigo e os demais tratos culturais, bem como o preparo do solo, para as culturas de verão.

 

Já nas demais Regiões do Brasil o tempo segue aberto e sem previsão para chuva, possibilitando o rápido avanço da colheita do milho safrinha, algodão, café e da cana de açúcar. Por conta desse tempo mais firme e seco, a qualidade dos grãos, assim como dos canaviais melhoraram substancialmente.

 

O futuro da previsão do tempo no campo. Veja aqui.

 

Pancadas de chuva de fraca intensidade poderão ser registradas sobre Santa Catarina e faixa leste do Paraná e de São Paulo, mas sem causas damos aos produtores.

As áreas litorâneas do Nordeste ainda manterão o tempo instável e com chuva a qualquer hora do dia, possibilitando a manutenção da umidade do solo e garantindo condições razoáveis aos desenvolvimento das lavouras de cana de açúcar e grãos.

 

Julho começa frio em áreas produtoras do centro-sul

O grande destaque desse início de julho será o frio, após a passagem dessa frente fria. Uma massa de ar de origem polar estará avançando pela região centro-sul do país, provocando o declínio acentuado das temperaturas, em especial as mínimas.

 

Toda a região centro-sul, assim como a metade sul da Bahia deverão sentir os efeitos dessa massa fria. As temperaturas deverão cair bem nas madrugadas de domingo (2) e, principalmente de segunda-feira (3). Há possibilidade de que os termômetros de muitos municípios venham registrar temperaturas próximas dos 5°C. O maior risco de geada é para as regiões serranas do Sul, de alta altitude.

 

Algumas microrregiões produtoras de café do sul de Minas Gerais, bem como de São Paulo poderão sofrer com o frio mais extremo. O mesmo deverá acontecer com a cultura da cana de açúcar. Já lavouras de milho safrinha não serão impactadas por conta do estágio avançado de maturação.

 

Essa massa fria deverá ser muito bem monitorada ao longo do fim de semana, bem como os riscos para a ocorrência de formações de geadas sobre as áreas produtoras de café e da cana de açúcar.  

 

Veja também: Previsão de chuva no Sertão Nordestino

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias