Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Chuva provoca redução da safra de grãos

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

De acordo com a estimativa de intenção de plantio do segundo levantamento da safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de grãos da safra 2017/18 deve ficar entre 223,3 a 227,5 milhões de toneladas. O número representa queda de até 6,2% com relação à safra passada, que foi de 238 milhões de toneladas.

 

Graças às boas condições climáticas de 2016, a safra passada bateu recorde de produtividade. No entanto, a perspectiva é de que esse cenário não se repita este ano. Na safra 2016/17, por exemplo, a soja alcançou produtividade de 3.364 kg/hectare, e para a safra atual, a estimativa é de 3.075 kg/hectare. Para fazer essa previsão, a Conab utilizou como base análises estatísticas das séries históricas e dos pacotes de tecnologia utilizados nos últimos anos.

 

De acordo com o meteorologista da Climatempo Alexandre Nascimento, a principal razão para a redução da safra de grãos foi a chuva, que atrasou cerca de duas a três semanas em relação ao ano passado. “Isso deve fazer diferença, que não deve ser tão negativa, mas que possivelmente vai inviabilizar novo recorde de safra”. De qualquer forma, estamos esperamos por um clima favorável de agora em diante, inclusive em Mato Grosso que é o maior produtor de grãos, explica Nascimento.

 

Área plantada

Em relação à área plantada, favorecida pelo crescimento do plantio da soja e do algodão, espera-se a manutenção ou um aumento de até 1,9%, podendo alcançar números que variam de 61 a 62 milhões de hectares.

 

Ainda segundo a Conab, as principais culturas desta safra (soja e milho), devem responder por cerca de quase 98% dos grãos produzidos no Brasil. Estima-se que a produção de soja alcance entre 106,4 e 108,6 milhões de toneladas e a do milho fique entre 91,6 e 93,1 milhões, distribuídas entre primeira e segunda safra.

 

A Companhia diz ainda que a primeira safra de milho pode alcançar números menores e ficar entre 24,5 e 25,9 milhões de toneladas, enquanto que a segunda pode chegar a 67,2 milhões de toneladas.

 

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Previsão do tempo para 15 dias com análise do estado e impacto das condições previstas na cultura

Análise de volume de chuva para a área produtora

Facilidade de tomar a decisão: Relatório do volume de chuva e quantidade de nuvens

Alerta de risco de condição severa 

 

Fique de "Olho no Céu" e participe do concurso cultural da climatempo. Clique para saber como participar.

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias