Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Atraso do ciclo da soja prejudica produtores do MA

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

Nesta terça-feira (27), as imagens de satélite mostram muitas áreas de instabilidades sobre a região oeste e sul do Brasil. Em grande parte das regiões produtoras do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Pará, Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, o dia será marcado por tempo fechado e chuva a qualquer hora do dia.

 

mapa_satelite_goes16

 

A precipitação ajuda a manter o solo com bons níveis de umidade, mas ainda atrapalha as atividades de campo, como a colheita da soja. Em algumas regiões do Maranhão e do Piauí as chuvas intermitentes que vem ocorrendo desde o final da semana passada, trazem muita preocupação aos produtores, já que estão em plena fase de colheita.

 

Além disso, as estradas estão péssimas, o que atrapalha a logística. Em contato com um produtor do Maranhão, sabe-se que a falta de caminhões também vem causando tensões. Por conta do atraso do ciclo da soja do Mato Grosso e em Goiás, muitos caminhoneiros ainda não migraram para o Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Por isso, o custo do frete aumenta e é difícil transportar o produto da fazenda para o armazém.

 

Nesta terça (27) a massa de ar de origem polar que está sobre o Rio Grande do Sul dificulta a formação de nuvens carregadas, mas ocasiona queda de temperatura. Por isso o tempo segue aberto na maior parte do estado gaúcho, sem previsão de chuva, exceto nas áreas mais ao norte do estado, na divisa com Santa Catarina, que ainda podem registrar algumas pancadas de chuva.

 

Tendência

 

A partir de quarta-feira (28), as instabilidades começam a perder força em parte do país e a chuva da uma trégua em Minas Gerais, Goiânia e Distrito Federal, norte de São Paulo, centro-oeste da Bahia, sul do Piauí e do Tocantins e o oeste de Pernambuco, assim, as atividades de campo voltam a ser favorecidas nestas áreas. A tendência é de que os próximos dias sejam marcados por pancadas de chuva bastante irregulares sobre toda metade Norte do Brasil. Não há risco para o desenvolvimento das lavouras de 2ª safra, já que os níveis de umidade do solo estão altos.

 

umidsolo_br

 

Na parte Sul do país, a maioria das regiões produtoras de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e sul do Mato Grosso do Sul, serão marcadas por pancadas de chuva, que serão favoráveis ao desenvolvimento das lavouras.

 

Ainda nesta quarta-feira (28), pancadas de chuva serão observadas em municípios do centro, oeste e norte do Rio Grande do Sul. A perspectiva é de que as condições se mantenham favoráveis tanto para a manutenção do solo quanto para os trabalhos de campo.

 

 

chuvap1_br

 

 

Agrotalk: a nova plataforma sobre Clima e produtividade no campo

 

Leia no Blog do Agroclimapro outras informações e análises sobre as culturas 

 

Para saber maiores informações de como se planejar com antecedência e tornar o clima seu grande aliado basta consultar www.agroclimapro.com.br

 

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Análise de volume de chuva para a área produtora

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias