Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Geada continua afetando algumas áreas produtoras

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

Nesta quinta-feira (24), a presença de uma nova massa de ar polar sobre a Região Sul do país mantém as temperaturas baixas. No entanto, não houve registros de geadas severas e danos a culturas em nenhuma localidade, apenas há relatos de que geou com fraca intensidade em áreas de baixada do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. No Paraná, com o registro de temperaturas próximas a 2°C, houve a ocorrência de alguns pontos de geadas no extremo sul do estado.

 

Nas lavouras de café, cana-de-açúcar e citros, das regiões produtoras de São Paulo e de Minas Gerais, a geada dos últimos dias não causou danos significativos. Os mais afetados, foram os cafezais que estavam sendo cultivados em áreas de alto risco para formação de geadas. A lavoura do feijão também houve relatos de algumas perdas pontuais, principalmente no triângulo mineiro.

 

Desde 1994, os cafeicultores não têm perdas por conta desse fenômeno, com isso, eles vão perdendo o medo e plantam suas lavouras em locais, dentro da propriedade, extremamente suscetíveis à geada, uma vez que o risco de perdas sendo pequeno nas últimas duas décadas. Por isso, que eventualmente em alguns anos se houve relatos de áreas afetadas por geadas, principalmente no sul de Minas Gerais. Mas como essas áreas são restritas, os impactos a produção são irrisórios para não falar, nulas.

 

Na cana-de-açúcar, as fotos que circularam as redes sociais ao longo dessa semana, foram de ocorrências de geadas em palhada seca e não nos canaviais propriamente dito. É fato e fisicamente comprovado que em palha, resto de culturas em estado de apodrecimento, a perda calorifica é enorme durante a noite e, portanto, quando se tem uma queda mais acentuada das temperaturas, como ocorrida na última segunda-feira (21), haverá formação de cristais de gelo sobre essa palhada, dando a entender que ocorreu realmente geadas e consequentemente, perdas. Mas não houve se quer uma imagem ou relato de que esse frio atingisse lavouras ao ponto de provocar perdas. Isso também foi observado em pomares de citros.

 

Próximos dias nas lavouras

 

O frio ainda continuará durante a madrugada, visto que a massa de ar polar ainda estará atuando, mas a previsão já sinaliza uma elevação gradual das temperaturas, sem chances de ocorrência de geadas severas. No entanto com a chegada de uma nova frente fria sobre o Sul do Brasil durante esse final de semana, a próxima semana deve começar com chuva em grande parte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

 

Aos poucos avança e provoca pancadas de chuva sobre o Mato Grosso do Sul e São Paulo, o que irá possibilitar uma elevação dos níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições ao desenvolvimento das lavouras e o preparo do solo para o plantio de inverno e até mesmo de verão. Com o retorno da chuva, as condições se manterão mais favoráveis ao desenvolvimento do milho, feijão e trigo, mantendo as perdas estagnadas.

 

Agrotalk: a nova plataforma sobre Clima e produtividade no campo

 

Leia no Blog do Agroclimapro outras informações e análises sobre as culturas 

 

Para saber maiores informações de como se planejar com antecedência e tornar o clima seu grande aliado basta consultar www.agroclimapro.com.br

 

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Análise de volume de chuva para a área produtora

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias