Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Doença afeta 35% das lavouras de algodão

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

Um dos problemas enfrentados por 35% das áreas plantadas com algodão no Mato Grosso é a presença de nematoides, segundo informações divulgadas por Rafael Galbieri, fitopatologista do Instituto Mato-grossense do Algodão (IMA), durante o X Encontro Técnico de Algodão da Fundação MT. De acordo com especialista, o método mais eficiente para controlar esse tipo de problema é o manejo integrado. 

 

Por não ser facilmente visualizado, os nematoides são um fator limitante da produção nas condições do cerrado brasileiro. No manejo integrado citado por Galbieri, inclui-se ferramentas como o controle genético, o biológico, o químico, além do manejo cultural e o manejo nutricional.

 

Além de Galbieri, Rosangela Silva, pesquisadora da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, também alerta os produtores sobre a importância de uma detecção precisa e de um manejo correto. Ela lembrou também que o nematoide que mais tem limitado a produção do algodão em Mato Grosso é o Rotylenchulus reniformis. 

 

Em áreas com registro deste parasita, o produtor tem dificuldade de efetuar o manejo em função da capacidade de sobrevivência e dificuldade de reduzir a população com a entressafra. De acordo com Rosangela, é necessário usar todas as táticas de manejo em conjunto.

 

Agrotalk: a nova plataforma sobre Clima e produtividade no campo

 

Leia no Blog do Agroclimapro outras informações e análises sobre as culturas 

 

Para saber maiores informações de como se planejar com antecedência e tornar o clima seu grande aliado basta consultar www.agroclimapro.com.br

 

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Análise de volume de chuva para a área produtora

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias