Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

El Niño e a safra dos agricultores

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

O El Niño, de uma maneira bastante resumida, é o aquecimento das águas do Oceano Pacífico na porção mais próxima da linha do Equador, entre a América do Sul e a Austrália. Este aquecimento provoca uma mudança nos padrões da atmosfera e consequentemente das chuvas. Em uma situação normal, o El Niño aumenta as chuvas no Sul do Brasil e diminui consideravelmente no Nordeste.

 

Neste caso, estaremos enfrentando um El Niño fraco e de curta duração que passa a se concretizar entre o final de novembro e dezembro. Os impactos não serão tão drásticos, porém principalmente no Sudeste e Centro-Oeste, ele provoca alguma irregularidade nas chuvas. Isso quer dizer que a chuva não se espalha de maneira igual por toda a fazenda.

 

Já, no sul esta chuva tende a ser mais abrangente e constante. Entre o Norte e o Nordeste a irregularidade será mais sentida e as chuvas podem ficar abaixo da média até o final do período úmido. De uma forma geral, as temperaturas tendem a subir mais, do que, por exemplo, no ano passado, principalmente á partir de dezembro.

 

Qual a previsão do tempo para os meses de novembro e dezembro?

 

Entre novembro e dezembro as chuvas ocorrem principalmente em forma de pancadas ao final de tarde na maior parte do país. como a temperatura segue mais elevada o risco para temporais com possível queda de granizo e rajadas de vento aumenta nestes dois meses. O MATOPIBA ainda pode ter uma maior dificuldade em recuperar a umidade do solo, e não teremos condições tão boas como no ano anterior, que era influenciado pela La Niña.

 

Como o produtor pode se prevenir para não perder a safra?

 

Primeiramente é mais do que necessário nos dias de hoje que haja um maior interesse de monitorar as condições de tempo e Clima, consultando sempre as previsões antes de tomar qualquer decisão. Saber de antemão qualquer mudança nos padrões pode ajudar a salvar a lavoura. 

Durante a colheita por enquanto as simulações estão dando um risco maior para períodos mais longos de tempo seco, o que pode ajudar bastante, salvo pela Região Sul, sul do MS e extremo oeste do Mato Grosso, que ainda podem ter chuvas mais constantes. Mas mesmo assim, é necessário manter o monitoramento. 

 

Para saber se o melhor caminho é aguardar ou seguir em frente com o plantio você pode contar com o Agroclima PRO, serviço de agrometeorologia de precisão da Climatempo. Com o ele é possível acompanhar os índices de umidade no solo e a previsão de chuva para sua região e, ainda melhor, para a sua fazenda! Nessa safra, a atenção em relação ao melhor momento para o plantio será fundamental para garantir a uniformidade das lavouras. Confiar nas previsões e na expertise da principal empresa privada de meteorologia do país será fundamental para garantir o sucesso da safra que está prestes a iniciar!

 

Acerta na sua safra! Assine agora mesmo o Agroclima Pro

Acesse: https://agroclimapro.com.br/

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias