Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Produtividade de café no estado da Bahia

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

A Bahia se destaca em quarto lugar no ranking dos estados maiores produtores dos Cafés do Brasil, pois na safra 2018 produziu volume equivalente a 4,55 milhões de sacas de 60kg e, assim, atingiu a sua maior produtividade média com 35 unidades por hectare, o que lhe permitiu obter uma receita bruta da lavoura estimada em R$ 1,6 bilhão.

 

Caso seja feita uma análise comparativa dos seis maiores produtores de café no País, verifica-se que o primeiro estado, Minas Gerais, produziu 33,36 milhões de sacas, com produtividade de 33,08 sacas por hectare e receita bruta de R$ 14,3 bilhões.

 

Na sequência, em segundo, vem o Espírito Santo, com 13,74 milhões de sacas e produtividade de 35,42, e, em termos de faturamento estimado, arrecadou em torno de R$ 4,7 bilhões. Em terceiro lugar, vem São Paulo com uma produção de 6,3 milhões de sacas, produtividade de 31,11 sacas por hectare e receita bruta R$ 2,7 bilhões.

 

Bahia, conforme citado é quarto colocado, seguida de Rondônia, com 1,98 milhão de sacas, produtividade de 30,97 sacas por hectare e receita bruta de R$ 572,3 milhões. Por fim, em sexto colocado neste ranking, destaca-se o Paraná com 1 milhão de sacas, produtividade de 26,67 sacas por hectare e R$ 404,5 milhões de receita bruta.

 

Se for feita uma análise da produção total da safra 2018, em nível nacional, constata-se que o volume dos Cafés do Brasil produzido totalizou 61,66 milhões de sacas de 60kg, produtividade média de 33,07 sacas por hectare e receita bruta de R$ 24,58 bilhões, com uma área estimada de 1,86 milhão de hectares em produção. Desse total produzido, a espécie de café arábica atingiu 47,49 milhões de sacas, com produtividade de 31,72 sacas por hectare, enquanto que o café conilon somou 14,17 milhões de sacas, com produtividade de 38,59 sacas por hectare.

 

Com base nesse desempenho da cafeicultura brasileira, destaca-se que o café arábica representou crescimento de 38,6% e o conilon de 32,2%, em relação à produção de 2017. Esses dados e números que permitem essas análises do setor cafeeiro foram obtidos do 4° Levantamento da Safra de Café de 2018, da Companhia Nacional de Abastecimento – Conab.

 

Fonte: CONAB

 

AgroclimaPro

 

Para saber se o melhor caminho é aguardar ou seguir em frente com o plantio você pode contar com o Agroclima PRO, serviço de agrometeorologia de precisão da Climatempo. Com o ele é possível acompanhar os índices de umidade no solo e a previsão de chuva para sua região e, ainda melhor, para a sua fazenda! Nessa safra, a atenção em relação ao melhor momento para o plantio será fundamental para garantir a uniformidade das lavouras. Confiar nas previsões e na expertise da principal empresa privada de meteorologia do país será fundamental para garantir o sucesso da safra que está prestes a iniciar!

 

Acerta na sua safra! Assine agora mesmo o Agroclima Pro

Acesse: https://agroclimapro.com.br/

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias