AGROCLIMA

Maturação acelerada do tomate faz preço da mercadoria cair

19/02/2019 às 10:15
por Redação

Oferecimento

O tomate está com preços cada vez mais chamativos para o consumidor na cotação das Centrais de Abastecimento (Ceasas) analisadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O 2º Boletim Prohort, divulgado nesta terça-feira (19), registrou que o produto está 34,66% mais barato em Curitiba, 33,82% no Rio de Janeiro e 25,59% em Belo Horizonte.

 

Com o clima quente, que é característico do verão, a maturação acelerada do fruto obrigou o produtor a colocar sua mercadoria à venda, pressionando os preços para baixo e beneficiando o consumidor na hora da compra”, esclarece a gerente de Modernização do Mercado Hortigranjeiro da Conab, Regina Santos. “Essa é uma forma de minimizar as perdas e evitar o prejuízo aos agricultores, que eventualmente se veem forçados a vender rapidamente o produto devido às imposições do clima”.

 

De acordo com o Boletim, outras hortaliças não seguiram a mesma linha, como no caso da cebola e da batata, que tiveram os preços elevados em quase todas as centrais. A exceção foi a queda na Ceagesp de 3,74% para a cebola e de 2,79% para a batata. Já alface e cenoura, apenas a primeira teve queda de preços em algumas centrais. Houve queda expressiva em Recife (34,76%) e Goiânia (11,11%) e com menor percentual em Belo Horizonte e Fortaleza. No entanto, em São Paulo (50,50%) e Curitiba (48,86%) os preços dispararam.

 

Frutas

 

Quanto às frutas, o estudo não traz muitas reduções de preços para banana, laranja, maçã, mamão e melancia. A maçã esteve melhor em Curitiba (6,45%) e Goiânia (4,96%), enquanto que a banana teve queda em São Paulo (12,02%) e Vitória (9,83%) e o mamão diminuiu no Rio de Janeiro (10,20%) e Goiânia (6,75%).

 

A melhor participação fora do enfoque do boletim foi o quesito das exportações de frutas. O estudo apurou que melancia, manga e melão tiveram um bom desempenho. O melão, por exemplo, aumentou de 28 mil toneladas para mais de 43 mil, só neste início de ano.

 

Fonte: Conab

 

Análise do meteorologista

 

De acordo com a meteorologista Graziella Gonçalves, não teremos mais temperaturas tão extremas por um longo período (como foram observadas em janeiro), até o final do Verão. A questão agora é o manejo dos frutos porque a chuva está retornando as áreas produtoras como é normal para a época do ano. 

 

AgroclimaPro

 

Para saber se o melhor caminho é aguardar ou seguir em frente com o plantio você pode contar com o Agroclima PRO, serviço de agrometeorologia de precisão da Climatempo. Com o ele é possível acompanhar os índices de umidade no solo e a previsão de chuva para sua região e, ainda melhor, para a sua fazenda! Nessa safra, a atenção em relação ao melhor momento para o plantio será fundamental para garantir a uniformidade das lavouras. Confiar nas previsões e na expertise da principal empresa privada de meteorologia do país será fundamental para garantir o sucesso da safra que está prestes a iniciar!

 

Acerte na sua safra! Assine agora mesmo o Agroclima PRO

Acesse: https://agroclimapro.com.br/

 

 

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email

FASES DA LUA

  • Cheia
    20/03
  • Minguante
    28/03
  • Nova
    06/03
  • Crescente
    14/03

ESTAÇÕES DO ANO

  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    23/09