Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Produtores recebem kits de irrigação no sudoeste da BA

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

Os técnicos do programa Fitossanitário da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) promoveram na última semana, uma série de três encontros com os pequenos produtores de algodão beneficiados com kits de irrigação nesta safra  nas cidades de Candiba, Iuiú e Palmas de Monte Alto, no sudoeste da Bahia.

 

Os produtores foram orientados sobre a importância da adesão de tecnologias em sementes e da prevenção e manejo no controle de pragas e doenças do algodão, a exemplo do Bicudo do Algodoeiro e Mosca Branca.  A doação do kit de irrigação e o suporte técnico estão ligados ao programa de transferência de tecnologia e incentivo ao desenvolvimento da cotonicultura no sudoeste baiano, que vem sendo promovido pela Abapa nas últimas quatro safras da região.

 

Para o coordenador do programa fitossanitário da entidade, Antônio Carlos Araújo, estes encontros são fundamentais para estimular o uso de tecnologia de irrigação e controle de pragas para atingir as produtividade e garantir maior rentabilidade com a produção de algodão.

 

De acordo com o presidente da Abapa, Júlio Busato, na região, a irrigação é fundamental para que seja retomada a histórica vocação do plantio de algodão, prejudicada nas últimas décadas por veranicos intensos e prolongados, e pelo bicudo do algodoeiro, que destruiu as lavouras. Além dos kits, estamos focando também na transferência de conhecimento e tecnologia.

 

No início da safra, 2018/2019, foram doados 50 novos kits para incrementar a produção de dez municípios do vale do Iuiu, na região de Guanambi, que na década de 90, já foi o principal pólo de produção de fibra da Bahia.

 

Fonte/ Foto Divulgação: Abapa

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias