Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Saiba como fica o clima em junho nas áreas produtoras de café

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

A colheita da safra de café ganhou maior ritmo na última semana de maio. Este ano, a colheita manual está enfrentando grandes desafios devido à pandemia do covid-19, o que tem preocupado os agricultores. Neste momento, a prioridade é a colheita de café cereja, que deve ser mais acelerada para evitar que os grãos sequem.

 

Quanto à produção, se por um lado a bienalidade positiva do café deixa os produtores animados, em algumas localidades a demora na maturação do fruto deixa preocupações. Como no último ano alguns produtores (principalmente os do Cerrado mineiro) sofreram com o atraso da chuva, a colheita está iniciando mais tarde. No entanto, a qualidade dos grãos não foi abalada, e o cafezal está com bons ramos para a safra de 2021 devido às chuvas.

 

Já em algumas outras localidades de Minas Gerais e São Paulo, os trabalhos estão mais adiantados. Nessas áreas, o Clima este ano acelerou ligeiramente a maturação da safra, o que fez com que as lavouras ficassem prontas um pouco mais cedo.

 

Clima em junho nas áreas de café

O centro-sul do Brasil sentiu a entrada de duas fortes ondas de frio durante o mês de maio. Em junho, a incursão de várias massas de ar frio de origem polar também devem provocar quedas expressivas nas temperaturas. Apesar de o mês já ter começado com a passagem de uma frente fria, sua massa polar não foi forte o suficiente para provocar geada nas áreas de café.

 

Em São Paulo e no Paraná, devido à chuva do começo do mês, a colheita passou por paralisações momentâneas. Mas, na segunda quinzena de junho, o tempo seco deve predominar nessas áreas, e os trabalhos poderão seguir sem transtornos. Com a passagem de algumas frentes frias e a entrada de massas de ar frio, há possibilidade de geada nas áreas produtoras destes dois estados. Por isso, os agricultores devem se manter sempre atentos à previsão do tempo.

 

Em Minas Gerais e no Espírito Santo, a tendência é de pouca chuva na primeira quinzena do mês, o que vai prejudicar muito pouco a colheita. Além disso, não há risco de geada nas lavouras.

 

Segunda quinzena do mês deve ser mais seca no Paraná e em São Paulo 

 

Colheita de qualidade

A Satis possui uma linha específica de cuidados para o solo. Formulada com agentes biológicos que não causam danos ao meio ambiente, a linha Bio possui duas soluções em destaque: Fungardil e Baccure. Em culturas como o café, ambas auxiliam na exclusão competitiva de microrganismos indesejáveis, o que ajuda no equilíbrio do solo. Além disso, colaboram na manutenção da biodiversidade destes agentes, a fim de gerar condições para as lavouras de alta performance.

 

Sobre a Satis

Com sede em Araxá (MG), a Satis é especializada em produtos de nutrição vegetal, cuja principal característica é proporcionar uma absorção mais rápida para melhorar o rendimento das lavouras. Com soluções da raiz às folhas, seus produtos estão presentes em mais de 80% do território nacional. A empresa trabalha com tecnologia própria para o desenvolvimento de soluções especialmente em lavouras como soja, café, milho, feijão, trigo e HF. Esses produtos são formulados com combinações e dosagens diferentes de nutrientes, com o objetivo de garantir a saúde das plantas e contribuir para o ganho de produtividade.

 

 

Este conteúdo foi desenvolvido com colaboração da engenheira agrônoma Tatiane Cravo.

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias