Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Em 2020, mais de 20m/t de cascas de arroz viraram energia

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

Foto: Fumacense Alimentos

 

Em torno de 22 mil toneladas de cascas de arroz foram transformadas em energia elétrica em 2020, pela usina própria da Fumacense Alimentos, localizada na unidade matriz da empresa, em Morro da Fumaça, em Santa Catarina. Ao todo, neste ano a estrutura gerou 6.293 MW/h, o que em um comparativo, seria suficiente para abastecer cinco mil residências de até três pessoas durante o mesmo período de 12 meses.

 

Em um sistema de cogeração, a usina tem queimado 90 toneladas de cascas de arroz por dia na caldeira e produzido, com isso, 23 toneladas de vapor a cada hora. Neste cenário, 60% do vapor gera eletricidade por meio de uma turbina e os outros 40% são destinados ao processo de parbolização do grão, no setor fabril da empresa.

 

Conforme o coordenador da termelétrica, Lucas Tezza, essa geração de energia para a empresa é um dos principais benefícios da usina. “Além, claro, do apelo sustentável desse modelo, uma vez que, desta forma, conseguimos reaproveitar a casca do arroz, que seria um dos principais resíduos gerados pela indústria”, completa.

 

E seguindo o viés sustentável, os resíduos originados da usina também são reaproveitados em outros setores. Resultado da queima das cascas de arroz na caldeira, segundo o coordenador da termelétrica, as cinzas geradas tem sido destinadas às indústrias siderúrgica, cimenteira e até mesmo cerâmica da região e de outros estados do Brasil.

 

A empresa pioneira no país, no que diz respeito a cogeração de energia a partir da casca do arroz, com uma usina termelétrica que está em operação desde o ano de 2008. A empresa é referência nacional na produção de arroz e produtos feitos à base desse cereal.

 

Agroclima PRO

 

Como planejar uma safra e monitorar sua fazenda? Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. 

 

O Agroclima Pro é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar histórico de dados de Clima para sua fazenda, detecta áreas com menor vigor vegetativo, fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias  e identifica os melhores dias e horários para realizar as pulverizações. Acesse: 

📢 ⏩ https://www.climatempoconsultoria.com.br/agroclima-pro/

 

banner site Agpro

 

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias