Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Temperatura do ar tem influência na produção do feijoeiro

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

2 min de leitura

Foram publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º) as portarias com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ano-safra 2021/2022, para a cultura do feijão de segunda safra.

 

As Unidades da Federação com indicação de plantio são: Acre, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio De Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

 

O zoneamento tem o objetivo de reduzir os riscos relacionados aos problemas climáticos e permite ao produtor identificar a melhor época para plantar, levando em conta a região do país, a cultura e os diferentes tipos de solos.

 

Feijoeiro

 

O feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris L.) tem grande importância econômica e social. Pelas características de seu ciclo é uma cultura apropriada para compor desde sistemas agrícolas intensivos, altamente tecnificados, até aqueles com menor uso tecnológico, principalmente de subsistência. 

 

Temperatura do ar x feijoeiro

                        

A temperatura do ar tem grande influência na produção e produtividade do feijoeiro. Temperaturas elevadas ou baixas, em especial no período de florescimento e frutificação, são prejudiciais à cultura.

 

O rendimento do feijoeiro é também afetado pela condição hídrica do solo, sendo que a deficiência hídrica pode reduzir a produtividade em diferentes proporções, de acordo com as diferentes fases do ciclo da cultura, principalmente nos períodos de florescimento e início de formação das vagens.

 

O excesso de chuvas durante o período de colheita é altamente prejudicial à cultura. 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias