Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Safra de cana em maio tem ATR mais baixo devido às chuvas

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

Os números de maio do boletim de Olho na Safra, elaborado pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), indicam ATR (Açúcar Total Recuperável) de 123 kg/t de cana na região Centro-Sul, mais baixo do que o da safra anterior (130 kg/ t de cana em 2021/2022). A queda é reflexo dos maiores volumes de chuvas observados neste início de temporada, segundo os técnicos do CTC.

 

Já a produtividade dos canaviais verificada em maio de 2022, de 76 toneladas de cana por hectare, está bem próxima da observada em 2021/2022, de 77 toneladas por hectare.

 

Foto: arquivo Istock

 

Mais uma vez o destaque negativo tanto em produtividade quanto em ATR é do Mato Grosso do Sul, onde houve redução de rendimento devido principalmente ao efeito da geada e da seca na safra 2021/2022. Os elevados volumes de chuva em abril e maio contribuíram para o baixo ATR no estado.

 

O destaque positivo é para a região de Goiás, onde a seca na safra passada causou menor impacto aos canaviais, quando comparado às demais regiões do centro-sul.

 

Exportações de carne suína alcançam 89,3 mil toneladas em maio

 

Tendência do Clima 

 

A expectativa é que para os próximos 10/15 dias, a chuva fique concentrada nas áreas mais ao sul do Rio Grande do Sul e os maiores volumes de chuva acontecem entre a Argentina e o Uruguai. As temperaturas ficam mais altas, especialmente durante as tardes no Brasil central o que favorece a aplicação de maturador nas áreas produtoras de algodão.    

 

Nos próximos 5 dias chove entre 20 e 30 milímetros no extremo sul do Rio Grande do Sul. Nas demais áreas gaúchas, Santa Catarina, Paraná, região Sudeste, Centro-Oeste, interior do Nordeste, tempo firme, o que irá favorecer a finalização da colheita do milho e do plantio do trigo no Paraná. 

 

Entre São Paulo e Mato Grosso do Sul, a ausência de chuva e o tempo mais seco possibilita a colheita da cana de açúcar assim como a secagem dos grãos de café em Minas Gerais. 

 

A chuva continua no centro-norte do Brasil e não dá trégua na costa leste do Nordeste. Para os próximos 15 dias, os volumes de chuva podem chegar aos 300 milímetros na faixa leste nordestina e trazer muitos problemas para as áreas de cana de açúcar como a diminuição dos níveis de ATR e até paralisar as atividades de campo.

 

Frio

 

Entre os dias 10 e 11 de julho, os modelos indicam uma frente fria associada a uma massa de ar polar forte que irá avançar de forma continental por algumas regiões brasileiras. Há expectativa de uma queda de temperatura acentuada, inclusive com potencial para formação de geadas no Sul do Brasil, áreas de divida do Paraná com São Paulo e na metade sul de Mato Grosso do Sul. Temperaturas abaixo de 0ºC poderão ser observadas no Sul. Fique atento no site da Climatempo e acompanhe as atualizações das informações.    

   

Como monitorar o Clima na sua fazenda?

 

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. 

 

AgroclimaPRO é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações. 

 

Faça parte da maior comunidade AGRO! O canal oficial da Climatempo no Telegram fornece conteúdos diários e exclusivos sobre o Clima e previsão para a agricultura. Quero fazer parte!

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias