Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Trigo apresenta quebra de produtividade

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

Apesar da segunda-feira (07) amanhecer com tempo aberto em praticamente todo o Brasil, a partir desta terça-feira (08), uma nova frente fria avançará sobre o Sul do Brasil, onde irá provocar chuvas mais generalizadas sobre todo o estado do Rio Grande do Sul e aos poucos, este sistema estará avançando por Santa Catarina e Paraná, onde também provoca chuva ao longo da semana. A chuva irá favorecer o desenvolvimento das lavouras de trigo, que já apresentam quebras significativas em seus potenciais produtivos, por conta de um julho extremamente seco e com ocorrências de geadas.

 

Receba a previsão do tempo para 15 dias com análise do estado e impacto das condições previstas na cultura. Veja como aqui

 

Com o avanço desta nova frente, o bloqueio se romperá totalmente, dando “oportunidade” para que novas frentes frias consigam avançar sobre o centro-sul do Brasil. Assim, não se pode descartar a possibilidade de que até mesmo no Mato Grosso venham ser registradas chuvas ao longo da semana.

 

A grande preocupação está na semana que vem, pois todos os modelos de previsão estão indicando chuva para o centro-oeste o que pode atrapalhar muito o andamento da colheita do milho e do algodão, assim, como o milho armazenado a céu aberto. Ainda é cedo para avaliar os volumes, mas a rodada do modelo americano e o europeu indicam volumes acima dos 20 mm em muitos municípios do Mato Grosso, Goiás e do Mato Grosso do Sul, assim, como em São Paulo e parte de Minas Gerais.

 

Deste modo, o correto é monitorar muito bem o avanço desta frente fria já que existe a possibilidade de chuva em alguns pontos da região do Parecis e do sul do Mato Grosso nos próximos dias. Se a frente fria da semana que vem também se concretizar a chuva poderá acarretar sérios problemas aos produtores em todo o centro-sul do Brasil entre os dias 13 e 18/08. Ou seja, a atmosfera começará a mudar seu padrão seco, como já havíamos comentado que esse ano o período seco seria bem menor.  

 

Veja também: Safra de trigo pode terminar com perda significativa

Você conhece as previsões climáticas de curto, médio e longo prazo?

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias