Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Pesquisa trabalha biocontrole para combater fungo do milho

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

2 min de leitura

Com o intuito de combater os fungos na cultura do milho, cientistas do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária da Argentina (INTA), começaram a testar o desenvolvimento de estratégias de gestão baseada no uso do biocontrole. Isso ajudaria a diminuir o uso de defensivos químicos nas lavouras.

O trabalho levanta duas alternativas para o controle de fungos causadores da contaminação por micotoxinas, que consistiu na utilização de cepas atoxigénicas antes da colheita para diminuir a infecção de toxigênico e, caso o milho já esteja infectado, essa infecção não se aprofundar.

De acordo com pesquisares do instituto, nos laboratórios a aplicação já mostrou resultados, provando que a ideia pode ter futuro. Com os testes, ele conseguiram reduzir mais de 70% do teor de microtoxinas em grãos e classificados como agentes de controle biológico em potencial.

Também foram realizadas experiências com milho plantado na região centro-norte da Argentina, principalmente no norte de Córdoba, Tucumán e Santiago del Estero. Os cientistas chegaram à conclusão de que as plantas testadas foram capazes de reduzir a síntese da micotoxina produzida por estirpes toxigênicas do mesmo fungo. 

Agrotalk: a nova plataforma sobre Clima e produtividade no campo

Leia no Blog do Agroclimapro outras informações e análises sobre as culturas 

Para saber maiores informações de como se planejar com antecedência e tornar o clima seu grande aliado basta consultar www.agroclimapro.com.br

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Análise de volume de chuva para a área produtora

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias