Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Umidade no solo garante bom desenvolvimento das lavouras

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

Análise das condições do tempo da última semana:

Os últimos 10 dias foram marcados novamente pelas chuvas ocorridas em grande parte das regiões produtoras de milho e algodão safrinha, o que manteve uma condição bastante favorável ao desenvolvimento das lavouras. Com grandes perspectivas de que o milho 2ª safra venha a ficar superior a 65 milhões de toneladas, segundo diversos analistas. Também ocorrerão chuvas em várias áreas produtoras de cana de açúcar do centro-sul, o que levou a paralisação da colheita, mas não houve prejuízos às lavouras.

 

Outro fato que marcou a semana passada foi a geada. A massa de ar polar de moderada intensidade que avançou pelo Sul do País no final da semana passada ocasionou o declínio acentuado das temperaturas, assim vários municípios da região sul do Paraná registraram a formação de geadas o que afetou lavouras de feijão, que em alguns casos tiveram perdas superiores a 80%. Não houve registro de geada em outras regiões ou culturas.

 

                             mapa de chuva acumulada dos últimos 7 dias

 

                             mapa de água disponível no solo em 02/05

 

Previsão para os próximos dias no Brasil:

O mês de maio começa com previsão de chuva sobre as regiões Sul e extremo norte das regiões Norte e Nordeste. O que é comum para essa época do ano, ainda mais num período onde o Clima está passando por uma neutralidade climática, ou seja, sem a influência de nenhum fenômeno climático.

 

Há previsão de pancadas de chuva sobre Santa Catarina, Paraná e metade oeste do Mato Grosso do Sul e do Mato Grosso e em Rondônia. Os níveis de umidade do solo garantem boas condições ao desenvolvimento das lavouras de milho, feijão e algodão e a perspectiva é que a produção seja recorde este ano. Porém, alguns produtores do cerrado já começam a ficar preocupados com a ausência de chuva.

 

Entre quarta (03) e quinta-feira (04) uma nova frente fria avança pela região Sul, onde irá provocar chuva de moderada a forte intensidade sobre o Paraguai, Santa Catarina, Paraná e sul do Mato Grosso do Sul. O sistema não terá grande influência sobre a Região Sudeste, mas vai ajudar as áreas produtoras de São Paulo e do sul de Minas Gerais. Há possibilidades de que algumas pancadas de chuva bem irregulares venham ocorrer sobre o Mato Grosso e Goiás, devido ao deslocamento deste sistema.

 

 

 

Próximos dias:

No próximo final de semana, 06 e 07 de maio, a chuva poderá inviabilizar os trabalhos de plantio do trigo no Paraná, bem como atrapalhar o andamento da colheita da cana de açúcar em São Paulo. Mas por outro lado, pode beneficiar as lavouras de 2ª safra. No Rio Grande do Sul, o tempo seguirá aberto ao longo de toda a semana e possibilita a finalização da colheita do arroz, milho e soja.

 

Geada

As geadas ocorridas na semana passada atingiram lavouras de feijão da região sul do Paraná, não havendo relatos de geadas em outras regiões ou culturas.

 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias