Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Lavouras de milho terão geada essa semana

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura

Análise das condições do tempo da última semana:

A última semana foi novamente marcada pelo tempo seco e com temperaturas mais amenas em todo o centro-sul do Brasil, o que permitiu o avanço nos trabalhos de colheita do milho, algodão, café e da cana-de-açúcar sem grandes transtornos.

 

O grande problema ficou para as lavouras de trigo, principalmente aquelas cultivadas no oeste da Paraná. A ausência de chuva há mais de 15 dias veio reduzindo drasticamente os níveis de umidade do solo, afetando o pleno desenvolvimento das lavouras, entretanto, as perdas ainda são pequenas e pontuais.  

 

 

 

Previsão para os próximos dias Brasil:

A presença de uma intensa massa de ar polar nesta segunda-feira (17) provoca o declínio acentuado das temperaturas mínimas em muitos municípios gaúchos, onde os termômetros já registram valores próximos de 1°C na fronteira com o Uruguai. Além do frio, uma frente fria provoca pancadas de chuva isoladas em grande parte da Região Sul especialmente nesta segunda-feira.

 

Há previsão de pancadas de chuva também sobre cidades do sul e leste de São Paulo. Mas, como será uma chuva irregular, a realização da colheita e qualidade dos grãos não deve ficar prejudicada. Poderão ocorrer apenas paralisações momentâneas nos trabalhos.  

 

O grande problema é que esse aumento da umidade poderá provocar a indução floral, ou seja, uma antecipação no período de floração, principalmente em cafezais novos, o que ruim para essa época do ano.

 

Por outro lado, o retorno da chuva no Sul, irá permitir a elevação dos níveis de umidade do solo, garantindo boas condições ao desenvolvimento do trigo, que vinha sofrendo com o estresse hídrico.

  

Frio é o grande destaque da semana

O grande destaque dessa semana é o frio. A massa de ar polar que avança por áreas do centro-sul do Brasil neste início de semana, vai provocar declínio acentuado das temperaturas mínimas e máximas nos estados do Sul, em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, sul de Goiás, Acre e Rondônia, além de São Paulo, Rio De Janeiro e o no sul de Minas Gerais.

  

Há previsão de temperaturas negativas em vários municípios do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná, onde o frio poderá afetar lavouras de trigo. Mesmo no estágio atual de desenvolvimento, temperaturas abaixo de zero grau poderão acarretar morte das paredes celulares.

 

No caso do milho cultivado no oeste do Paraná e no sul de Mato Grosso do Sul, apesar da previsão de frio mais intenso, não há mais riscos, devido ao estágio avançado de maturação das lavouras. Há previsão de geada para essas áreas entre a terça-feira (18) e a próxima quinta-feira (20).

Seja avisado com antecedência sobre geadas, seca e condições fitossanitárias.

 

Nas áreas produtivas de cana-de-açúcar e do café, o frio também será intenso nas madrugadas desta e da quarta-feira (19), e não se pode descartar a chance de geadas pontuais sobre o norte do Paraná.

 

As regiões serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, e até mesmo o sul do Paraná, poderão ter ocorrência de neve ou chuva congelada até a noite desta segunda-feira.

 

Já nas demais regiões do Brasil, o tempo vai seguir firme e sem previsão para chuva, apenas com temperaturas mais amenas, possibilitando o avanço dos trabalhos de colheita do milho, algodão, café e da cana-de-açúcar.

 

 

 Veja também: Poço dos Andes ataca mais uma vez 

Experimente ter monitoramento em tempo real da sua fazenda

+ mais notícias