AGROCLIMA

Ainda chove em grande parte do Brasil nesta semana

23/01/2017 às 10:14
por Fabiana Weykamp

Oferecimento

Texto escrito pelo agrometeorologista Marco Antonio dos Santos.

 

 

Análise das condições do tempo na última semana: Choveu de forma volumosa entre SP e o Norte do País.

 

* Devido a presença de um sistema chamado Alta da Bolívia, os últimos dias foram marcados por muita chuva e grande dificuldade para a realização da colheita da soja no Mato Grosso, onde muitos produtores chegaram a relatar prejuízos em suas propriedades, por terem que colher soja com elevados níveis de umidade (acima dos 30%). E essas chuvas não foram só observados no Mato Grosso, o tempo permaneceu bastante fechado e chuvoso também em Rondônia, Goiás, norte do Mato Grosso do Sul, em São Paulo e na metade sul de Minas Gerais, bem como em áreas do Tocantins e do Pará. Áreas de soja desses Estados também foram afetadas pelas chuvas, só que em menor proporção, uma vez que ainda não estão em plena atividade de colheita. Já em toda a região Sul e em boa parte do Matopiba a semana foi marcada pelo tempo firme e sem registros de chuvas, mas por enquanto não há relatos de perdas em nenhuma lavoura, uma vez que os solos continuam com níveis razoáveis de umidade.

 

 

Figura 1: Chuva acumulada entre os dias 16 e 22 de janeiro.

 

Previsão para os próximos dias no Brasil: Ainda chove em grande parte do Brasil.

 

* Para essa semana a previsão é de que não venha ocorrer mais esse período de “invernada” que ocorreu nesses últimos 5 dias, mas as chuvas continuarão a ocorrer sobre toda a faixa central do Brasil, já que ainda há muitas áreas de instabilidade sobre essa região do País. Contudo, como não há mais indicativos de que possa ocorrer invernada, uma vez que a Alta da Bolívia já começa a perder forças e se afastar do Continente, as condições voltam a ficar mais favoráveis à realização da colheita da soja e também dos tratos culturais. Mas devido a ocorrência das pancadas de chuvas, paralisações momentâneas continuarão a ocorrer. E não é só a soja que é afetada por esse período de tempo fechado e muito úmido, lavouras de milho, feijão, café e citros também são prejudicadas por conta dos baixos índices de radiação solar, bem como uma maior proliferação de doenças.

 

* No Sul as chuvas deverão retornar à região entre essa quarta (25) e quinta-feira (26), devido ao avanço de uma nova frente fria, com isso, as condições voltam a ficar bastante favoráveis ao desenvolvimento das lavouras. Os volumes esperados deverão superar os 30 mm, o que elevará os níveis de umidade do solo. No Matopiba, as chuvas já deverão ocorrer a partir de amanhã, terça-feira. Sendo que ao longo dessa semana, há previsão de chuvas, em praticamente, todas as regiões produtoras. Possibilitando uma elevação dos níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições ao desenvolvimento das lavouras.

 

* E para a última semana de janeiro, esse padrão meteorológico não deverá ser alterado. Chuvas ainda irão ocorrer em todo o Brasil, porém, apenas na forma de pancadas. Mantendo desse modo, uma condição mais favorável à realização da colheita, plantio e tratos culturais, bem como ao desenvolvimento das lavouras.

 

Figura 2: Previsão de chuva acumulada entre os dias 23 e 27 de janeiro.

 

Figura 2: Previsão de chuva acumulada entre os dias 28 de janeiro e 01 de fevereiro.

ENCONTRE UMA LOCALIDADE

loading

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

×
Ocorreu um erro ao enviar fazer seu cadastro. Por favor, tente novamente mais tarde!

Cadastre-se para receber as últimas notícias e informações meteorológicas sobre a sua localidade

Digite seu nome
Digite seu email

FASES DA LUA

  • Crescente
    19/07
  • Cheia
    27/07
  • Minguante
    06/07
  • Nova
    12/07

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03